LÓGICAS ESPACIAIS DAS EMPRESAS FRANQUEADAS DO RAMO COMERCIAL DE CONFECÇÕES E CALÇADOS: CIDADES MÉDIAS E CONSUMO

Autores

  • Ariane Barilli Mattos FCT/UNESP Campus de Presidente Prudente

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG175712

Palavras-chave:

Sistema de franquias, Lógicas espaciais, Ramo comercial de confecções e calçados.

Resumo

O sistema de franquias passou, nos últimos anos, por uma grande expansão e evolução. Houve um rápido crescimento e existência multiescalar das empresas franqueadas, isto é, estas passaram a operar desde as escalas locais até as escalas globais. Dessa forma, a evolução desta forma de organização das empresas é algo marcante no atual mundo globalizado. O presente artigo busca discorrer, analisar e debater o sistema de franquias, com foco nas cidades médias, com o intuito de contribuir para a compreensão das lógicas espaciais destas empresas, por meio da localização delas nos centros tradicionais e nos shopping centers e suas repercussões sobre as estruturas urbanas. O texto busca discutir sobre o sistema de franquias a partir de referenciais teóricos e das empresas franqueadas do ramo comercial de confecções e calçados, visto que este ramo tem importância na redefinição das práticas de consumo no período contemporâneo, influenciando de forma relevante nas estratégias espaciais das empresas que nele atuam, produzindo e reforçando centralidades.


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ariane Barilli Mattos, FCT/UNESP Campus de Presidente Prudente

Departamento de Geografia - Geografia Humana - Geografia Urbana

Downloads

Publicado

11-03-2016

Como Citar

Mattos, A. B. (2016). LÓGICAS ESPACIAIS DAS EMPRESAS FRANQUEADAS DO RAMO COMERCIAL DE CONFECÇÕES E CALÇADOS: CIDADES MÉDIAS E CONSUMO. Caminhos De Geografia, 17(57), 175–190. https://doi.org/10.14393/RCG175712

Edição

Seção

Artigos