OS CONVÊNIOS INTERNACIONAIS ENTRE A UNIVERSIDADE DE PURDUE E UREMG/UFV: A CIÊNCIA EM REDE (1958-1973)

Autores

  • Gustavo Bianch Silva Universidade Federal de Minas Gerais
  • Maria Izabel Vieira Botelho Universidade Federal de Viçosa

Palavras-chave:

Modernização, instituições, cientistas

Resumo

No contexto internacional do pós-guerra, com a divisão da hegemonia econômica entre Estados Unidos e União Soviética, a ajuda externa à América Latina torna-se objeto de interesse dos americanos. Assim, convênios com instituições educacionais ligadas à agricultura foram firmados para abrir maiores possibilidades de negócios entre os dois países. Dessa forma, uma rede científica que envolveu diversos atores foi firmada para possibilitar a construção da ciência na Universidade Rural de Minas Gerais (UREMG) - posteriormente, Universidade Federal de Viçosa (UFV). Portanto, o objetivo é compreender a natureza da relação institucional da Universidade de Purdue e a UREMG/UFV para, assim, problematizar as consequências das associações entre esses dois atores na produção tecno-científica no contexto da modernização da agricultura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gustavo Bianch Silva, Universidade Federal de Minas Gerais

Gustavo Bianch Silva: Graduação em História (UFV); Mestre em Extensão Rural (UFV); Doutorando em História pela UFMG.

Maria Izabel Vieira Botelho, Universidade Federal de Viçosa

Maria Izabel V. Botelho (Profª do Departamento de Economia Rural

Downloads

Publicado

21-07-2015

Como Citar

Silva, G. B., & Vieira Botelho, M. I. (2015). OS CONVÊNIOS INTERNACIONAIS ENTRE A UNIVERSIDADE DE PURDUE E UREMG/UFV: A CIÊNCIA EM REDE (1958-1973). Caminhos De Geografia, 16(54). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/27282

Edição

Seção

Artigos