O ESTADO DA NORMALIDADE E O ESTADO DA EXCEÇÃO: BREVE ANÁLISE CONCEITUAL DAS CATEGORIAS DE "VULNERABILIDADE", "RISCO" E "RESILIÊNCIA"

Autores

  • Camila Cunico Instituto de Terras, Cartografia e Geociências
  • Chisato Oka-Fiori Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG155224840

Palavras-chave:

Conceitos, Análise geográfica, Vulnerabilidade, Políticas públicas

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar o estado da arte referente às categorias de "vulnerabilidade", "risco" e "resiliência" a partir de um enfoque geográfico. Mesmo com um corpo teórico ainda em desenvolvimento, a reflexão sobre esses termos é fundamental para incrementar o debate acadêmico e tornar mais precisa e viável a operacionalização desses conceitos. Atualmente, em razão da maior visibilidade dos problemas ambientais e de suas consequências, os conceitos de "vulnerabilidade", "risco" e "resiliência" estão sendo aplicados sem a devida compreensão a respeito de sua respectiva complexidade teórica, afetando negativamente as ações de planejamento, que devem estar pautadas em pesquisas científicas que contribuam para a solução de problemas sociais e ambientais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

12-12-2014

Como Citar

CUNICO, C.; OKA-FIORI, C. O ESTADO DA NORMALIDADE E O ESTADO DA EXCEÇÃO: BREVE ANÁLISE CONCEITUAL DAS CATEGORIAS DE "VULNERABILIDADE", "RISCO" E "RESILIÊNCIA". Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 15, n. 52, p. 1–20, 2014. DOI: 10.14393/RCG155224840. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/24840. Acesso em: 5 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos