A GEOGRAFIA E O ESTUDO DA VIDA COTIDIANA: UM CAMINHO PARA A COMPREENSÃO DO ESPAÇO

Autores

  • Vicente de Paulo da Silva Universidade Federal de Uberlândia
  • Rene Gonçalves Serafim Silva Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG155024754

Palavras-chave:

Espaço, Lugar, Vida Cotidiana, Ciência Geográfica

Resumo

O objetivo deste trabalho, de cunho teórico, é apresentar o estudo da vida cotidiana, na Ciência Geográfica, como forma de entender a construção social do espaço, nosso objeto de estudo. O espaço socialmente construído deve ser pensado de maneira ampla e não fragmentada quando se leva em consideração os agentes produtores do mesmo e, neste caso, acredita-se que a via do cotidiano possa contribuir largamente para esse fim. Foi procedida então uma revisão teórica sobre o tema com vistas a entender o significado dessa vida cotidiana e, posteriormente, pensá-la enquanto lócus das decisões de agentes no poder. A vida cotidiana é a vida do dia a dia, a vida das coisas simples e das coisas mais fundamentais, aquela que dá densidade ao espaço e complexidade aos fatos, além de garantir a continuidade de todas as relações. Decidir sobre o espaço dos outros é o mesmo que interferir numa teia de relações em que as relações banais podem ser repletas dessa complexidade, a qual pode representar a razão da própria vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

13-06-2014

Como Citar

SILVA, V. de P. da; SILVA, R. G. S. A GEOGRAFIA E O ESTUDO DA VIDA COTIDIANA: UM CAMINHO PARA A COMPREENSÃO DO ESPAÇO. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 15, n. 50, p. 164–171, 2014. DOI: 10.14393/RCG155024754. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/24754. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos