ORDEN GLOBAL Y REESTRUCTURACIÓN LOCAL: ALGODÓN Y SOJA EN EL NORDESTE ARGENTINO - PROVINCIAS DE CHACO Y FORMOSA - (1990-2012)

Autores

  • Sebastián Gómez Lende CONICET-CIG, IGEHCS, Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas/Universidad Nacional del Centro de la Provincia de Buenos Aires.

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG154923153

Palavras-chave:

Ordem global e reestruturação local, algodão e soja transgénica, Nordeste da Argentina

Resumo

Ordem global é, no período contemporâneo, sinônimo de racionalidade; todo o que se opõe a ele, ou não é permeable a seus desígnios, é sindicado como irracional e, portanto, devém não-moderno, letárgico. No entanto, entre as situações racionais 'puras' -que obedecem cegamente à lógica verticalizada do mercado mundial e o grande capital-, e as situações 'irracionais' -absolutamente refractarias às exigências da ordem global-, existe um variado e complexo leque de casos intermediários; nesse conjunto de agentes sociais, sectores económicos e espaços, a razão global e a razão local misturam-se, para configurar híbridos definidos em virtude de sua desigual adaptação ou reestruturação respeito dos ditados da lógica hegemónica. O propósito deste trabalho consiste em estudar o processo de reordenação do circuito do algodão no nordeste argentino (províncias de Chaco e Formosa) durante o período 1990-2012, ante o auge do sistema de poder neoliberal, a penetração, no médio rural, do paradigma da agricultura científica globalizada e a irrupción da soja transgénica, num marco de crise estrutural (quase terminal) do setor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

28-03-2014

Como Citar

LENDE, S. G. ORDEN GLOBAL Y REESTRUCTURACIÓN LOCAL: ALGODÓN Y SOJA EN EL NORDESTE ARGENTINO - PROVINCIAS DE CHACO Y FORMOSA - (1990-2012). Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 15, n. 49, p. 50–69, 2014. DOI: 10.14393/RCG154923153. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/23153. Acesso em: 9 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos