ANÁLISE DO PERFIL DA DEMANDA TURÍSTICA E SUAS INCIDÊNCIAS ESPACIAIS EM CACHOEIRA DOURADA, MG

Autores

  • Guilherme Valagna Pelisson Faculdade de Ciências Integradas do Pontal
  • Anderson Pereira Portuguez Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG144722929

Palavras-chave:

Cachoeira Dourada, Demanda Turística, Espaço Urbano

Resumo

O presente trabalho traz um estudo da demanda turística e os usos turístico-recreativos do espaço urbano de Cachoeira Dourada/MG para o ano de 2012. Os resultados ora apresentados correspondem a uma analise teórica de um conjunto de coletas de dados em campo, quando foram aplicados 240 questionários junto aos turistas. Observou-se que as amostras estudadas apresentam as seguintes características: os turistas residem na região do Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba; permanecem pouco tempo nos locais de visita; viajam predominantemente em veículos próprios; pertencem a diferentes extratos de renda dentro da chamada classe média e dividem-se entre viagens familiares e não familiares. Estes dados obtidos dão pistas para se compreender algumas formas de uso do espaço por parte dos visitantes e permitem um planejamento mais adequado pelo poder público local.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Guilherme Valagna Pelisson, Faculdade de Ciências Integradas do Pontal

Acadêmico do Curso de Geografia da Faculdade de Ciências Integradas do Pontal - FACIP, Universidade Federal de Uberlândia - UFU. Bolsista de Iniciação Científica da FAPEMIG.

Anderson Pereira Portuguez, Universidade Federal de Uberlândia

Geógrafo, Doutor em Geografia Humana pela Universidad Complutense de Madrid. Professor Adjunto do curso de Geografia da FACIP/UFU

Downloads

Publicado

15-09-2013

Como Citar

PELISSON, G. V.; PORTUGUEZ, A. P. ANÁLISE DO PERFIL DA DEMANDA TURÍSTICA E SUAS INCIDÊNCIAS ESPACIAIS EM CACHOEIRA DOURADA, MG. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 14, n. 47, p. 183–198, 2013. DOI: 10.14393/RCG144722929. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/22929. Acesso em: 30 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos