PLANEJAMENTO DO MEIO FÍSICO A PARTIR DA ABORDAGEM DA TECNICA DE CAPACIDADE DE USO DA TERRA NA SUB-BACIA DO RIO DAS PEDRAS, ITATINGA-SP.

Autores

  • Rodrigo José Pisani UNESP/Rio Claro
  • Julio César Demarchi UNESP/Ourinhos
  • Sérgio Campos
  • Zacarias Xavier Barros

Palavras-chave:

planejamento ambiental, geoprocessamento, SIG

Resumo

O estudo visou o mapeamento das classes de capacidade de uso do solo para a sub-bacia do Rio das Pedras, Itatinga-SP a fim de se estabelecer mais um mecanismo de planejamento do meio físico para a área estudada. Foram utilizadas cartas topográficas na escala 1:10000 para a obtenção do mapa de declividade, o qual foi posteriormente cruzado com o mapa de solos da área por meio do ArcGIS 10 a partir dos critérios estabelecidos pelo quadro de julgamento elaborado por Zimback e Rodrigues (1993) para a geração do mapa de capacidade de uso da área estudada. Como resultados foram identificadas as seguintes denominações: Classe III com limitações quanto à baixa fertilidade aparente e restrições quanto ao risco de erosão nas classes de declive mais acentuadas e classe VI com as mesmas especificações acima porém com o agravante de textura arenosa em todo perfil, implicando maiores riscos de erosão sobretudo em áreas de declive mais acentuado e contaminação de poluentes por apresentar alta permeabilidade. Conclusões: Com a elaboração do mapa de capacidade de uso do solo da área, é possível tomar diferentes decisões para cada região da sub-bacia respeitando suas características individuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

18-10-2013

Como Citar

Pisani, R. J., Demarchi, J. C., Campos, S., & Barros, Z. X. (2013). PLANEJAMENTO DO MEIO FÍSICO A PARTIR DA ABORDAGEM DA TECNICA DE CAPACIDADE DE USO DA TERRA NA SUB-BACIA DO RIO DAS PEDRAS, ITATINGA-SP. Caminhos De Geografia, 14(47). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/22729

Edição

Seção

Artigos