FITOSSOCIOLOGIA E GRUPOS ECOLÓGICOS DA COMUNIDADE LENHOSA EM UM REMANESCENTE DE CERRADÃO EM UBERLÂNDIA, MG

Autores

  • Hudson Rodrigues Alves Universidade Federal de Uberlândia
  • Jamir Afonso do Prado Júnior Universidade Federal de Uberlândia
  • Sérgio Lopes Universidade Estadual da Paraíba
  • Pedro Paulo Silva Universidade Federal de Uberlândia
  • Fernanda Borja Peppe Mestre em Genética e Bioquímica - UFU
  • Ivan Schiavini Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG144622473

Palavras-chave:

Conservação, Grupos ecológicos, Similaridade funcional, Síndrome de dispersão

Resumo

O Cerradão é considerado um dos ecossistemas mais ameaçados do mundo, principalmente pelo constante avanço agropecuário e urbano. Trata-se de uma fitofisionomia que compartilha espécies do Cerrado Sentido Restrito e de formações florestais do bioma Cerrado. Este estudo verificou a composição florística e estrutura da vegetação arbórea, bem como as síndromes de dispersão das espécies de um remanescente de Cerradão, localizado em Uberlândia, MG. Foram alocadas 25 parcelas (20 x 20 m), totalizando 1 ha amostral. Foram amostrados 1353 indivíduos, distribuídos em 74 espécies e 35 famílias. A área basal total foi de 13,63 m2.ha-1. As famílias e espécies amostradas mais representativas são consideradas típicas desta fitofisionomia. A principal síndrome de dispersão de sementes foi a zoocórica, típica de florestas tropicais, porém a síndrome anemocórica, muito comum em ambientes savânicos do bioma Cerrado, também foi bastante representativa. Os resultados obtidos ressaltam a dicotomia da diversidade florística e dos traços funcionais relacionados à dispersão de sementes do Cerradão, apresentando similaridades florísticas e funcionais tanto com fisionomias florestais quanto fisionomias savânicas. Esta complexidade aumenta sua importância para a manutenção da biodiversidade do Cerrado e exalta os esforços destinados à sua conservação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hudson Rodrigues Alves, Universidade Federal de Uberlândia

Mestrando em Biologia Vegetal pelo Programa de Pós Graduação em Biologia Vegetal da Universidade Federal de Uberlândia. Atualmente trabalha na área de Ecologia Vegetal, com ênfase em estudos de dinâmica em comunidades de Cerradão na região do Triangulo Mineiro, MG.

Jamir Afonso do Prado Júnior, Universidade Federal de Uberlândia

Doutorando em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais

Sérgio Lopes, Universidade Estadual da Paraíba

Doutor em Ecologia e Professor Adjunto da Universidade Estadual da Paraíba

Pedro Paulo Silva, Universidade Federal de Uberlândia

Mestre em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais

Ivan Schiavini, Universidade Federal de Uberlândia

Doutor em Ecologia e Professor Associado da Universidade Federal de Uberlândia

Downloads

Publicado

08-07-2013

Como Citar

ALVES, H. R.; DO PRADO JÚNIOR, J. A.; LOPES, S.; SILVA, P. P.; PEPPE, F. B.; SCHIAVINI, I. FITOSSOCIOLOGIA E GRUPOS ECOLÓGICOS DA COMUNIDADE LENHOSA EM UM REMANESCENTE DE CERRADÃO EM UBERLÂNDIA, MG. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 14, n. 46, p. 236–245, 2013. DOI: 10.14393/RCG144622473. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/22473. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos