TESTE DA CORRELAÇÃO ENTRE HIPSOMETRIA E ͍NDICES DE OCORRÊNCIA DO MOSQUITO AEDES AEGYPTI NA CIDADE DE MONTES CLAROS-MG COM DADOS DOS ANOS 2009 E 2010

Autores

  • Cynara Kaliny Ribeiro Braz Enfermeira (gerente assistencial) Hospital Dilson Godinho de Montes Claros.
  • Diego de Sousa Ribeiro Fonseca Instituto Estadual de Florestas, Gerência de Geoprocessamento e Monitoramento da Cobertura Vegetal e da Biodiversidade (IEF/GMVBIO).
  • Vanessa Batista do Amaral E.E. Levi Durães Peres.
  • Wadson de Almeida Miranda Instituto de Ciências Agrárias (ICA/UFMG).

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG144721053

Palavras-chave:

Aedes aegypti, SRTM, Epidemiologia e Geotecnologia.

Resumo

O objetivo deste trabalho é espacializar os focos de ocorrência do mosquito Aedes aegypti, com dados dos anos 2009 e 2010 do índice de Infestação Predial da cidade de Montes Claros e apontar os bairros que têm tido maior predisposição à ocorrência do vetor da Dengue. A metodologia empregada consistiu na montagem de um banco de dados georreferenciado contendo uma tabela de atributos com informações do índice de infestação, a partir de informações fornecidas pela Prefeitura Municipal de Montes Claros e o cruzamento dessas com dados do Shuttle Radar Topography Mission (SRTM). Os resultados mostram que houve crescimento significativo no índice de infestação predial entre os anos 2009 (com média de 2,66%) e 2010 (com média de 3,2%). As informações evidenciam que existe associação entre os dados do índice dos anos analisados, o que pode sugerir a propensão a resultados similares nos anos seguintes caso não sejam tomadas ações mitigadoras. As áreas críticas são principalmente aquelas de maior aglomeração urbana, posicionadas na região central. Os resultados mostram ainda que não existiu correlação alguma entre a altitude dos bairros e a ocorrência do mosquito transmissor da Dengue.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cynara Kaliny Ribeiro Braz, Enfermeira (gerente assistencial) Hospital Dilson Godinho de Montes Claros.

Graduada em Biologia e Enfermagem - UNIMONTES. Pós-Graduada em Saúde Pública - ISEIB.

Diego de Sousa Ribeiro Fonseca, Instituto Estadual de Florestas, Gerência de Geoprocessamento e Monitoramento da Cobertura Vegetal e da Biodiversidade (IEF/GMVBIO).

Graduado em Geografia - UNIMONTES. Mestre em Ciências Agrárias - ICA/UFMG

Vanessa Batista do Amaral, E.E. Levi Durães Peres.

Graduada em Biologia

Wadson de Almeida Miranda, Instituto de Ciências Agrárias (ICA/UFMG).

Graduado em Geografia - UNIBH. Mestre em Ciências Agrárias

Downloads

Publicado

15-09-2013

Como Citar

BRAZ, C. K. R.; FONSECA, D. de S. R.; DO AMARAL, V. B.; MIRANDA, W. de A. TESTE DA CORRELAÇÃO ENTRE HIPSOMETRIA E ͍NDICES DE OCORRÊNCIA DO MOSQUITO AEDES AEGYPTI NA CIDADE DE MONTES CLAROS-MG COM DADOS DOS ANOS 2009 E 2010. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 14, n. 47, p. 199–207, 2013. DOI: 10.14393/RCG144721053. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/21053. Acesso em: 1 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos