TÉCNICAS DE INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DE ALTA RESOLUÇÃO PARA MONITORAMENTO DE PRAÇAS EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - SP

Autores

  • Marcela Salci Tomazette Universidade do Vale do Paraíba - IP&D/UNIVAP
  • Sandra Maria Fonseca da Costa Universidade do Vale do Paraíba - IP&D/UNIVAP

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG134417847

Palavras-chave:

Sensoriamento remoto, Interpretação de imagens, Quickbird, Praças, Planejamento urbano

Resumo

A região Amazônica está entre as que apresentam os maiores índices de crescimento urbano dentre as demais regiões brasileiras, com características singulares e sob aspectos diferenciados. Alguns desses fatores são as atividades econômicas e a densidade populacional que se apresentam heterogêneas nas diversas localidades da região, porém, não menos influente, mas com relevância crescente estão as atividades econômicas emergentes do processo de globalização, como o turismo, que direcionam fluxos migratórios e geram impactos sobre a realidade local. Neste contexto, a ilha de Cotijuba, área de proteção ambiental pertencente à Belém, apresenta-se como cenário ideal para análise, pois, em seu território repercutem os produtos de sua reconfiguração territorial urbana, pautada na periferização da capital e alteração de sua base econômica. Neste panorama, é preciso analisar a que preço se dá a expansão urbana da ilha de Cotijuba tendo um enfoque especial sobre os impactos destes processos de ocupação e uso do espaço e sua insustentabilidade principalmente na dimensão ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

18-12-2012

Como Citar

TOMAZETTE, M. S.; DA COSTA, S. M. F. TÉCNICAS DE INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DE ALTA RESOLUÇÃO PARA MONITORAMENTO DE PRAÇAS EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - SP. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 13, n. 44, p. 299–315, 2012. DOI: 10.14393/RCG134417847. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/17847. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos