PADRONIZAÇÃO DE LIMIARES DE ÁREA ACUMULADA MÁXIMA PARA DEFINIÇÃO DE REDES DE DRENAGEM ATRAVÉS DE MODELOS DIGITAIS DE ELEVAÇÃO EM DIFERENTES ESCALAS

Autores

  • Cézar Clemente Pires dos Santos UFMT
  • Shozo Shiraiwa UFMT

Palavras-chave:

bacia hidrográfica, Modelo Digital de Elevação, análise morfométrica.

Resumo

A topologia e geometria das redes de drenagem têm contribuído substancialmente para os estudos em geomorfologia e hidrologia, incluindo modernos modelos de evolução da paisagem. Este trabalho tem como objetivo apresentar uma metodologia para extração automatizada de redes de drenagem utilizando limiares de fluxo acumulado em ambiente SIG. A metodologia pode ser dividida nas seguintes etapas: (a) construção do Modelo Digital de Elevação (MDE) hidrologicamente corrigido, (b) delimitação das bacias de drenagem a partir do MDE considerando a hierarquização de bacias de drenagem proposta por Strahler, (c) cálculo dos atributos morfométricos das bacias de drenagem e (d) análise estatística multivariada (análise de grupos e análise de componentes principais). Neste trabalho são apresentados algoritmos para a extração da rede de drenagem utilizando dados do sensor ASTER GDEM e dados do radar SRTM na escala 1:1.600.000 (Bacia hidrográfica) e na escala 1:500.000 (microbacia). A partir da análise dos diferentes limiares de fluxo acumulado pode observar que a escala e a resolução espacial dos MDEs interferem na hierarquia hídrica proposta por Strahler. Os resultados obtidos sugerem a viabilidade de aplicação da mesma seqüência de procedimentos para outras bacias hidrográficas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cézar Clemente Pires dos Santos, UFMT

Biólogo e Especialista em Geoprocessamento de Imóveis Rurais Mestrando em Recursos Hidricos pela Universidade Federal de Mato Grosso UFMT.

Shozo Shiraiwa, UFMT

Doutor em Geofísica pela Universidade de São Paulo (1994). Atualmente é Professor Colaborador na Universidade Federal de Mato Grosso. Orienta alunos de Pós-Graduação em Física Ambiental e em Recursos Hídricos na UFMT. Trabalha com Geofísica Aplicada a estudos ambientais além de geologia, atuando principalmente com os seguintes métodos: eletromagnéticos indutivo, GPR, gravimetria, magnetometria e eletroresistividade.

Downloads

Publicado

18-06-2012

Como Citar

Pires dos Santos, C. C., & Shiraiwa, S. (2012). PADRONIZAÇÃO DE LIMIARES DE ÁREA ACUMULADA MÁXIMA PARA DEFINIÇÃO DE REDES DE DRENAGEM ATRAVÉS DE MODELOS DIGITAIS DE ELEVAÇÃO EM DIFERENTES ESCALAS. Caminhos De Geografia, 13(42). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/16799

Edição

Seção

Artigos