PATRIMÔNIO CULTURAL IMATERIAL: LEIS E DOCUMENTOS

Autores

  • Alessandra Leal
  • Maristela Correa Borges

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG134416680

Palavras-chave:

Cultura popular, Patrimônio cultural imaterial, Políticas públicas, Legislação

Resumo

Nos escritos que se seguem apresentamos ao leitor alguns documentos históricos, jurídicos e de políticas culturais sobre o patrimônio cultural imaterial. Partimos do suposto de que o processo de construção de idéias e legislações de e sobre o patrimônio cultural é ainda pouco conhecido no mundo acadêmico e de que para compreender o atual contexto sócio-economico-político da cultura popular é preciso conhecer como se desenvolveu nossas políticas públicas no que tange à cultura e conseqüentemente ao patrimônio cultural. Para tanto, fizemos uma revisão bibliográfica de textos e documentos, refletindo-os com o nosso contexto político atual. Neste texto, apresentaremos os resultados desses estudos, tendo em vista, a necessidade de narrar alguns caminhos que a categoria Patrimônio Cultural Imaterial trilhou para chegar aos moldes em que se encontra hoje: um instrumento jurídico que busca salvaguardar cultura e conhecimentos populares tradicionais. Como conclusão, poderemos perceber como os criadores da cultura popular lidam com a atualidade das gestões, promoções, salvaguardas de seus saberes, e como tais saberes se tornam patrimônio cultural imaterial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandra Leal

Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia e Bolsista de Apoio Técnico pela FAPEMIG, vinculado ao Grupo de Estudos e Pesquisas do Rio São Francisco

Maristela Correa Borges

Doutoranda em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia

Downloads

Publicado

18-12-2012

Como Citar

LEAL, A.; BORGES, M. C. PATRIMÔNIO CULTURAL IMATERIAL: LEIS E DOCUMENTOS. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 13, n. 44, p. 221–238, 2012. DOI: 10.14393/RCG134416680. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/16680. Acesso em: 2 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos