UMA BREVE REFLEXÃO SOBRE AS DISSENSÕES NO PONTAL DO PARANAPANEMA: O CASO DO MAST E SURGIMENTO DO MST DA BASE

Autores

  • José Sobreiro Filho

Palavras-chave:

Dissensão nos movimentos sociais camponeses do Pontal do Paranapanema

Resumo

Nas duas ultimas décadas acompanhamos na região um processo de crescimento dos movimentos camponeses com inúmeras manifestações políticas e ocupações de terras e depois um refluxo em suas lutas e com uma consequente fragmentação em vários outros movimentos sociais com projetos político-ideológicos distintos. Neste contexto, visamos fazer uma reflexão sobre o processo de dissensão dos movimentos sociais camponeses na região do Pontal do Paranapanema para que possamos entender alguns destes novos elementos e processos que compõem a luta pela terra na atualidade. O enfoque deste trabalho é justamente suscitar o debate para que possamos compreender esse novo processo emergente que cria demais processos que complexificam a luta pela terra atual. Para tanto fazemos isso através de um resgate do processo de criação de dois movimentos na região, sendo eles o MAST - Movimento dos Agricultores Sem-Terra e o MST da Base, e depois fazemos algumas problematizações pontuais no sentido de estimular o debate acerca dos riscos e interesses contidos no processo de fragmentação dos movimentos sociais camponeses.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Sobreiro Filho

Graduado em Geografia pela Universidade Estadua Paulista - Graduando em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Desde 2007, realiza pesquisas de geografia com enfâse em geografia agrária no NERA - Núcleo de Estudos, Pesquisas e Projetos de Reforma Agrária sobre assentamentos rurais, ocupações de terras, movimentos socioterritoriais e estrutura fundiária. Foi bolsista IC - Iniciação Científica pela CNPq durante os três primeiros anos da graduação e no quarto ano da graduação foi bolsista de Iniciação científica da FAPESP para desenvolver pesquisa acerca da Dissensão na formação de Movimentos camponeses no Pontal do Paranapanema, com enfoque para o MST da Base liderado por José Rainha Junior. Além das experiências dentro do grupo de pesquisa, também acompanhou e trabalhou como monitor no Curso Especial de Graduação em Geografia (CEGeo), convênio: INCRA-PRONERA/ESCOLA NACIONAL FLORESTAN FERRNANDES/UNESP. Membro do corpo editorial da Revista NERA. Diretor da Seção local da AGB de Presidente Prudente. No ano de 2011 ingressou no Programa de Pós Graduação de Geografia na UNESP/FCT de Presidente Prudente para estudar as novas configurações dos movimentos socioterritoriais no Pontal do Paranapanema sob a orientação do Prof. Dr. Bernardo Mançano Fernandes.

Downloads

Publicado

09-04-2012

Como Citar

Sobreiro Filho, J. (2012). UMA BREVE REFLEXÃO SOBRE AS DISSENSÕES NO PONTAL DO PARANAPANEMA: O CASO DO MAST E SURGIMENTO DO MST DA BASE. Caminhos De Geografia, 13(41). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/16668

Edição

Seção

Artigos