FRAGMENTAÇÃO, AMPLICAÇÃO E SURGIMENTO DE NOVAS TERRITORIALIDADES RELIGIOSAS NO BRASIL

Autores

  • Emilio Tarlis Mendes Pontes Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG123916591

Palavras-chave:

território, territorialidade, religiosidade popular

Resumo

Neste ensaio é discutida a questão das territorialidades das lideranças religiosas expressamente vinculadas à Igreja Católica no Brasil, onde é abordada a utilização dos espaços e seus métodos até meados do século XX e as alterações que advieram desse período e que continuam em voga, preceituando o conceito do believing without belonging e as dimensões pathein e mathein. Fundamentado a partir de conceitos correlativos, se quer dilatar o diálogo da Geografia com os fenômenos religiosos vivenciados íntima e socialmente em praticamente todos os povos. Não se trata de um relato histórico de todas essas mudanças, mas uma análise e comparação das práticas seculares com as estratégias de ação e as novas territorialidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Emilio Tarlis Mendes Pontes, Universidade Federal de Pernambuco

Mestre em Geografia pela UFPE e atual doutorando em Geografia pela UFPE. Membro do Laboratório de Estudos sobre Espaço, Cultura e Política da UFPE.

Downloads

Publicado

15-09-2011

Como Citar

PONTES, E. T. M. FRAGMENTAÇÃO, AMPLICAÇÃO E SURGIMENTO DE NOVAS TERRITORIALIDADES RELIGIOSAS NO BRASIL. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 12, n. 39, p. 116–125, 2011. DOI: 10.14393/RCG123916591. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/16591. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos