PERCEPÇÃO AMBIENTAL E REPRESENTAÇÕES DA ETNIA APURINÃ

Autores

  • Luciene Cristina Risso

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG134116433

Palavras-chave:

percepção do meio ambiente, desenhos, geografia cultural, comunidade indígena.

Resumo

Este estudo visa entender a percepção ambiental dos indivíduos da etnia Apurinã (região de Lábrea - Amazonas) em relação ao seu território por meio das representações (mapas mentais - desenhos). O estudo foi fundamentado na abordagem da geografia cultural. Coletou-se doze representações, a maioria de adultos (apenas dois desenhos foram de crianças). Quanto aos elementos naturais, os mais representados foram as árvores e a fauna, relacionados principalmente com a questão sócio-econômica; e quanto ao território, a representação de construções (principalmente casas) se destacou. Já nos elementos imateriais surgiram símbolos religiosos e seres míticos. O território vivido Apurinã expressou um relacionamento intrínseco com os recursos naturais expressado através dos desenhos representados. Desta forma, esta análise contribuiu para o entendimento do território, aparecendo elementos tanto naturais como sócio-culturais, inclusive alguns anseios e simbologias, importantes para esta comunidade. Palavras chave: percepção do meio ambiente, desenhos, geografia cultural, comunidade indígena.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciene Cristina Risso

Profa.Dra. UNESP Ourinhos

Downloads

Publicado

15-03-2012

Como Citar

RISSO, L. C. PERCEPÇÃO AMBIENTAL E REPRESENTAÇÕES DA ETNIA APURINÃ. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 13, n. 41, p. 252–262, 2012. DOI: 10.14393/RCG134116433. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/16433. Acesso em: 21 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos