VIVÊNCIAS E VALORES NO COTIDIANO DE UMA COMUNIDADE RURAL DO SUDESTE GOIANO: A TRANSDISCIPLINARIDADE COMO CAMINHO DE PAZ

Autores

  • Vanderléia Dartora Universidade Federal de Goiás – Campus Catalão

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG113516387

Palavras-chave:

comunidade de Rancharia, representação social, meio ambiente, educação

Resumo

Esse artigo é fruto de uma pesquisa de mestrado, com o objetivo de compreender as representações sobre meio ambiente manifestadas pelos moradores de Rancharia, Campo Alegre de Goiás, em seu viver o cotidiano, em suas relações sociais e práticas ambientais, com o intuito de delinear algumas diretrizes que podem auxiliar os programas e ações de educação ambiental, seja na comunidade ou fora dela. A investigação foi guiada pela metodologia da pesquisa qualitativa, que privilegia os aspectos objetivos e subjetivos dos atores sociais, como a compreensão da realidade, a relevância e os significados que os fenômenos têm para eles e o estudo de valores, crenças, hábitos, atitudes, percepções e representações. As entrevistas com os moradores de Rancharia e o estudo teórico fortaleceram a reflexão sobre a complexidade do cotidiano, a importância das representações sociais e os desafios da educação do futuro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanderléia Dartora, Universidade Federal de Goiás – Campus Catalão

Mestranda em Geografia na Universidade Federal de Goiás – Campus Catalão

Downloads

Publicado

15-09-2010

Como Citar

DARTORA, V. VIVÊNCIAS E VALORES NO COTIDIANO DE UMA COMUNIDADE RURAL DO SUDESTE GOIANO: A TRANSDISCIPLINARIDADE COMO CAMINHO DE PAZ. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 11, n. 35, p. 275–283, 2010. DOI: 10.14393/RCG113516387. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/16387. Acesso em: 15 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos