GEOGRAFIA FENOMENOLÓGICA: ESPAÇO E PERCEPÇÃO

Autores

  • Luiz Andrei Gonçalves Pereira Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Idalécia Soares Correia Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Anelito Pereira de Oliveira Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG113516271

Palavras-chave:

Geografia, fenomenologia, espaço, percepção

Resumo

Este artigo tem como objetivo discutir a relação entre a fenomenologia e a compreensão do espaço nos estudos geográficos. Baseia-se na revisão de literatura, fundamentalmente centrada nas contribuições de Maurice Merleau-Ponty, e geógrafos que trabalham com o método fenomenológico. A introdução da fenomenologia na geografia pressupõe uma abordagem do espaço que considera a percepção do sujeito como integrante e em permanente interação. Assim, o mundo vivido e a subjetividade tornam-se fatores importantes para compreensão do espaço nos estudos geográficos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Andrei Gonçalves Pereira, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Mestre em Desenvolvimento Social - UNIMONTES, Graduado em Geografia - UNIMONTES

Idalécia Soares Correia, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Mestre em Ciência Política - UFMG. Professora da UNIMONTES

Anelito Pereira de Oliveira, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Doutor em Letras - USP. Professor do Mestrado em Desenvolvimento Social - UNIMONTES

Downloads

Publicado

15-09-2010

Como Citar

PEREIRA, L. A. G.; CORREIA, I. S.; OLIVEIRA, A. P. de. GEOGRAFIA FENOMENOLÓGICA: ESPAÇO E PERCEPÇÃO. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 11, n. 35, p. 173–178, 2010. DOI: 10.14393/RCG113516271. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/16271. Acesso em: 25 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos