OLHAR O SER, VER O ACONTECER: SOCIALIZAÇÃO E COMUNIDADE

Autores

  • Alessandra Leal

Palavras-chave:

socialização, criança, comunidade, sociedade.

Resumo

Este trabalho é resultado de reflexões sobre o processo de socialização das crianças em comunidades tradicionais. Como o saber tradicional é passado de geração para geração? Como os símbolos e modernidades se atualizam nessas gerações. Como o tradicional re-existe no moderno? São questões que nortearam o a leitura de textos a partir de categorias como: comunidade, sociedade, socialização e criança, que se desenrolaram neste texto. A comunidade camponesa ou rural sempre será tradicional na medida, em que resistir às transformações aceleradas da cidade, na media em que se adequar aos elementos urbanos mantendo características, fazeres e agires de gerações anteriores. Ela segue um tempo lento e compassado unicamente com sua lógica. A comunidade se transforma sim, mas, respeitando e resguardando valores ligados a terra, às águas, às árvores e ao próprio tempo do tempo. São esses laços e valores que permitem a re-produção e tradição da comunidade, enquanto comum-unidade e do modo de vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandra Leal

Mestranda em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia e bolsista em Ciência e Tecnologia pela FAPEMIG no Núcleo de Propriedade Intelectual da Universidade Estadual de Montes Claros

Downloads

Publicado

23-08-2010

Como Citar

Leal, A. (2010). OLHAR O SER, VER O ACONTECER: SOCIALIZAÇÃO E COMUNIDADE. Caminhos De Geografia, 11(34). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/16252

Edição

Seção

Artigos