Unidades Geoambientais do Cerrado mineiro

Autores

  • Mirna Karla Amorim Silva Universidade Federal de Uberlândia
  • Roberto Rosa Universidade Federal de Uberlândia

Palavras-chave:

Cerrado, Geotecnologias

Resumo

Esta pesquisa tem como objetivo principal a elaboração e análise do mapeamento das Unidades Geoambientais do Cerrado mineiro. O uso de geotecnologias tem se difundido cada vez mais e facilitado o desenvolvimento de estudos ambientais. Estudar o potencial geoambiental de uma região é uma importante ferramenta para o planejamento de ações a serem executadas com vistas à utilização dos recursos naturais de forma sustentável. Os fatores determinantes de identificação das unidades geoambientais desta pesquisa foram a hipsometria e formas de relevo presentes no Cerrado mineiro, que estruturaram a definição das Unidades A, B, C e D com parâmetros semelhantes de altitude, declividade, densidade de drenagem, entre outros. Mais de 90% da área de estudo está representada pelas Unidades A e B, abrangendo áreas de relevo plano a ondulado (até 20% de declive), altimetria variando até 1100m, com a presença de solos predominantemente do tipo Latossolo e recobertas em sua maioria pelas classes de uso por Campo Sujo e Pastagens. Estudos como este, envolvendo a análise geoambiental de áreas ambientalmente ameaçadas ou degradadas permite promover intervenções corretivas e/ou preventivas de conservação dos recursos naturais existentes, através do uso de geotecnologias, como ferramentas de apoio à decisão na gestão dos ambientes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

31-12-2009

Como Citar

Amorim Silva, M. K., & Rosa, R. (2009). Unidades Geoambientais do Cerrado mineiro. Caminhos De Geografia, 10(31). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/16106

Edição

Seção

Artigos