DIAGNÓSTICO DAS ÁREAS DE OCUPAÇÃO INADEQUADA A PARTIR DA DELIMITAÇÃO DAS ÁREAS DE PROTEÇÃO PERMANENTE NO MUNICÍPIO DE VIÇOSA - MG

Autores

  • Patrícia Layne Alves Universidade Federal de Viçosa,MG
  • Maria Lúcia Calijuri Universidade Federal de Viçosa,MG

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG113315979

Palavras-chave:

área de proteção permanente, SIG, áreas inadequadas para ocupação urbana, legislação ambiental e urbana

Resumo

Este artigo objetivou apresentar as relações contraditórias entre as questões sócio-ambientais e legislações urbanísticas através da elaboração de um diagnóstico das áreas inadequadas para ocupação urbana no município de Viçosa, MG, a partir da delimitação das �?reas de Proteção Permanente (APPs), com base na legislação ambiental federal e no Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano do município. Utilizando-se o Sistema de Informações Geográficas (SIG) delimitaram-se as APPs situadas nas áreas de encostas com declividades maiores que 45° (453,8 ha.), topos de morro (372 ha.), 15m ao longo da malha ferroviária (26,2 ha.) e 30m das margens dos cursos d'água (175,7 ha.), totalizando 1027,7 ha. de áreas inadequadas à ocupação urbana. Sobrepondo as APPs aos limites dos bairros da área urbana e a imagem de satélite do município (2008) obteve-se 79% de áreas de APPs pertencentes aos limites urbanos (bairros) onde se estima a existência de um contingente populacional de 13.079 habitantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patrícia Layne Alves, Universidade Federal de Viçosa,MG

Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Viçosa (2006); atuou na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Projeto de Arquitetura e Urbanismo; atuou como Chefe do Departamento de Defesa Civil do Município de Viçosa, MG; foi Professora Substituta do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Viçosa, MG; e, também trabalhou como Professora e Coordenadora do Curso Superior de Tecnologia em Construção de Edifícios na Faculdade de Ciências Gerenciais de Manhuaçú - FACIG/MG.

Maria Lúcia Calijuri, Universidade Federal de Viçosa,MG

Possui graduação em Engenharia Civil pela Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo (1977), mestrado em Engenharia Civil pela Universidade de São Paulo (1982) e doutorado em Engenharia Civil pela Universidade de São Paulo (1988).

Downloads

Publicado

22-03-2010

Como Citar

ALVES, P. L.; CALIJURI, M. L. DIAGNÓSTICO DAS ÁREAS DE OCUPAÇÃO INADEQUADA A PARTIR DA DELIMITAÇÃO DAS ÁREAS DE PROTEÇÃO PERMANENTE NO MUNICÍPIO DE VIÇOSA - MG. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 11, n. 33, p. 11–26, 2010. DOI: 10.14393/RCG113315979. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/15979. Acesso em: 2 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos