PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, ESTATUTO DA CIDADE E PLANO DIRETOR: MÉTODOS E INSTRUMENTOS DE ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DO ESPAÇO URBANO

Autores

  • Leonardo Rocha de Faria

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG103215866

Palavras-chave:

Planejamento estratégico, Estatuto da Cidade, Plano Diretor, Território, Organização

Resumo

Análise da aplicação do denominado "planejamento estratégico", considerando a visão globalizada na qual inserem-se as cidades contemporâneas, destacando-se a necessidade de desenvolvimento das cidades sob o enfoque da dinâmica global. Abordagem da importância dos Planos Diretores como instrumentos importantes na consecução do ordenamento urbano, na regulação de uso do solo, de modo a conferir ao cidadão melhor qualidade de vida e propiciar a ocupação do território de forma mais igualitária e justa. Exposição dos dispositivos legais trazidos pela Lei nº 10.257/01 - o denominado Estatuto da Cidade, que veio reforçar o direito às cidades sustentáveis, propondo a adoção de instrumentos legais para a sua gestão, observando-se os seus aspectos sociais, ambientais e urbanísticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Rocha de Faria

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Uberlândia

Downloads

Publicado

04-01-2010

Como Citar

FARIA, L. R. de. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, ESTATUTO DA CIDADE E PLANO DIRETOR: MÉTODOS E INSTRUMENTOS DE ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DO ESPAÇO URBANO. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 10, n. 32, p. 162–170, 2010. DOI: 10.14393/RCG103215866. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/15866. Acesso em: 2 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos