FATORES EDÁFICOS INFLUENCIANDO NA ESTRUTURA DE FITOFISIONOMIAS DO CERRADO

Autores

  • Maria Inês Cruzeiro Moreno Universidade Federal de Goiás - Campus Catalão
  • Ivan Schiavini
  • Mundayatan Haridasan

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG92515733

Palavras-chave:

Cerrado, Estação Ecológica do Panga, Estrutura fitossociológica, Fertilidade do solo

Resumo

O objetivo deste trabalho foi analisar a influência da fertilidade do solo na estrutura fitossociológica e distribuição das espécies em um gradiente de formas fisionômicas do Cerrado, na Estação Ecológica do Panga, Uberlândia - MG. O levantamento fitossociológico das lenhosas foi realizado em parcelas de 10 x 20 m, ao longo de dois transectos, sobre as formações campo sujo, cerrado sensu stricto, cerrado denso, cerradão distrófico, cerradão mesotrófico e mata semidecídua. Amostras de solo foram coletadas nas profundodades de 0-10, 10 a 20 e 20 a 40 cm. No total foram amostrados 9909 indivíduos pertencentes a 183 espécies e 58 famílias. Cinquenta e sete espécies foram exclusivas de formações florestais. Destas, 27 foram amostradas somente na mata semidecídua, 9 no ceradão mesotrófico e 5 no cerradão distrófico. Quinze espécies foram comuns a pelo menos duas formas fisionômicas. Do total, 40 espécies foram exclusicas às formações savânicas e 89 foram comuns a formações florestais e não florestais. A densidade de espécies lenhosas aumentou do campo sujo para o cerrrado denso, em formações não floestais e, diminuiu do cerradão distrófico para a mata semidecídua, nas formações florestais, ao longo do gradiente de fertilidade do solo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Inês Cruzeiro Moreno, Universidade Federal de Goiás - Campus Catalão

Licenciada e Bacharel em ciências biológicas pelaUFU, Mestre em Ecologia e Conservação de Recursos Natuais pela UFU, Doutora em Ecologia pela UnB. Professora adjunto docurso de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Goiás, campus Catalão

Downloads

Publicado

17-03-2008

Como Citar

MORENO, M. I. C.; SCHIAVINI, I.; HARIDASAN, M. FATORES EDÁFICOS INFLUENCIANDO NA ESTRUTURA DE FITOFISIONOMIAS DO CERRADO. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 9, n. 25, p. 173–194, 2008. DOI: 10.14393/RCG92515733. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/15733. Acesso em: 2 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos