EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO: CIRCULAÇÃO DE PEDESTRES PELAS CALÇADAS E FAIXAS DE ROLAMENTO EM FRENTE ÀS ESCOLAS

Autores

  • Emerson Gervásio de Almeida Mesatrando em Geografia - UFU
  • Luiza de Resende Mesatranda em Geografia - UFU
  • William Rodrigues Ferreira UFU

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG92615629

Palavras-chave:

trânsito, educação, escola, pedestre, motorista.

Resumo

O presente estudo aborda a educação para o trânsito e tem como objetivo analisar o comportamento de condutores de veículos automotivos e pedestres, especialmente próximo a escolas, onde se verifica grande fluxo de pedestres e motoristas ao se dirigirem a este local no horário de aula no qual contribui para que conflitos e acidentes aconteçam. Nessa perspectiva, a metodologia para a realização desta pesquisa foram levantamento bibliográfico, registros fotográficos, observação, tabulação de dados e também a aplicação de 100 questionários em trabalho de campo, no mês de junho de 2007, com a finalidade de entender a realidade da circulação na proximidade de uma escola localizada em Uberlândia - MG. A pesquisa demonstra que a educação para o trânsito é necessária para diminuir os conflitos entre motoristas e pedestres, pois isso só se daria através de uma mudança de hábito e comportamento que desse prioridade à vida. Os resultados afirmam a importância da mudança de conduta por meio da educação para o trânsito. Como já foi assinalado, os deslocamentos dos pedestres devem ocorrer nas calçadas e na faixa de pedestres destinada a eles. Assim, os motoristas precisam respeitar a faixa de pedestres e a sinalização como também efetivar a mudança de comportamento e atitudes de motoristas e pedestres não só através da escola, mas também de políticas públicas eficientes para diminuir a insegurança no trânsito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

04-06-2008

Como Citar

ALMEIDA, E. G. de; RESENDE, L. de; FERREIRA, W. R. EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO: CIRCULAÇÃO DE PEDESTRES PELAS CALÇADAS E FAIXAS DE ROLAMENTO EM FRENTE ÀS ESCOLAS. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 9, n. 26, p. 38–52, 2008. DOI: 10.14393/RCG92615629. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/15629. Acesso em: 25 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos