DESIGUALDADE, FRAGMENTAÇÃO DA CIDADE E CONFLITOS SOCIAIS

Autores

  • Thiago Aparecido Trindade UNESP Presidente Prudente

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG82215559

Palavras-chave:

metrópoles, conflitos sociais, desigualdades

Resumo

A finalidade deste artigo é fazer uma reflexão sobre alguns dos principais problemas que atingem as duas maiores metrópoles brasileiras, Rio de Janeiro e São Paulo. No decorrer do texto, discutimos com ênfase duas questões específicas: a fragmentação do tecido urbano a partir da implantação de condomínios fechados de alta renda e seus principais rebatimentos socioespaciais, e a territorialização das favelas pelo tráfico de drogas e a conseqüência disso no cotidiano das classes trabalhadoras habitantes de espaços segregados. A partir de contribuições de autores de diferentes áreas do conhecimento no âmbito das Ciências Humanas, procuramos analisar as principais causas e conseqüências desses fenômenos de um ponto de vista crítico, desconstruindo alguns preconceitos freqüentemente disseminados pelos grandes meios de comunicação e pelas classes dominantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

22-09-2007

Como Citar

TRINDADE, T. A. DESIGUALDADE, FRAGMENTAÇÃO DA CIDADE E CONFLITOS SOCIAIS. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 8, n. 22, p. 154–165, 2007. DOI: 10.14393/RCG82215559. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/15559. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos