EVOLUÇÃO MORFOESTRUTURAL DO RELEVO DA MARGEM CONTINENTAL DO ESTADO DO CEARÁ, NORDESTE DO BRASIL

Autores

  • Vanda Claudino-Sales Universidade Federal do Ceará
  • Jean-Pierre Peulvast Université Paris-Sorbonne

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG82015469

Palavras-chave:

margens continentais, Geomorfologia Estrutural, Megageomorfologia do Ceará, relevo do Nordeste brasileiro

Resumo

A formação da margem continental do Ceará iniciou no final do Jurássico. Entre o Jurássico e o Barremiano, ocorreram esforços distensivos que preparavam a ruptura entre a América do Sul e a Ã?frica, criando a série de rifts do sistema Cariri/Potiguar. Ao final do Neocomiano as deformações associadas à abertura oceânica saltaram do segmento leste do Atlântico Sul em direção ao Altântico Equatorial, e os rifts abortaram. Mas a deformação se prolongou ao curso do Aptiano e Albiano a norte e nordeste, tendo sido responsáveis pela gênese da margem continental transformante do Nordeste. Entre o Aptiano e Campaniano, a região foi marcada por epsódios de subsidênica térmica que afetaram os rifts abortados. A partir do Eocampaniano, a evolução da margem foi marcada por soerguimentos do embasamento e das bacias sedimentares. O relevo dessa região representa um vasto anfiteatro aberto em direção ao mar, comportando um conjunto complexo de formas estruturais trabalhadas. Tal disposição morfoestrutrural foi diretamente herdada do Cretáceo. Tal contexto demonstra que a diferenciação dos grandes volumes de relevo da margem continental do Ceará e do Nordeste, bem como a modelagem das baixas superficies, são bem mais antigas do que o que vem sendo normalmente admitido pela Geomorfologia clássica. Palavras chave: margens continentais, Geomorfologia Estrutural, Megageomorfologia do Ceará, relevo do Nordeste brasileiro

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanda Claudino-Sales, Universidade Federal do Ceará

Pós-doutoranda em Gemorfologia pela Universidade da Florida. Doutora em Geografia pela Universidade Sorbonne. Mestre em Geografia Física pela Universidade de São Paulo. Professora do Departamento de Geografia da Universidade Federal do Ceará. Orientadora do Mestrado em Geografia da Universidade Federal do Ceará.

Downloads

Publicado

02-02-2007

Como Citar

CLAUDINO-SALES, V.; PEULVAST, J.-P. EVOLUÇÃO MORFOESTRUTURAL DO RELEVO DA MARGEM CONTINENTAL DO ESTADO DO CEARÁ, NORDESTE DO BRASIL. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 8, n. 20, p. 1–21, 2007. DOI: 10.14393/RCG82015469. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/15469. Acesso em: 29 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos