TERRITORIALIDADES E SOCIABILIDADES NA FEIRA LIVRE DA CIDADE DE CAICÓ (RN)

Autores

  • Ione Rodrigues Diniz Morais Proa Dra. do Depto de História e Geografia da UFRN
  • Marcos Antônio Alves de Araújo Mestrando em Geografia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG71715406

Palavras-chave:

Feira Livre, Territorialidades , Sociabilidades

Resumo

Este artigo pretende analisar as territorialidades e sociabilidades tecidas na feira livre da cidade de Caicó, localizada na porção centro-meridional do Estado do Rio Grande do Norte. A feira livre dessa urbe, ocorrida expressivamente aos sábados, se constitui em um espaço onde inúmeros sujeitos sociais urdem suas relações econômicas, sociais e culturais. É no dia da feira que pessoas oriundas de outras regiões, do próprio município e da cidade se encontram, estabelecendo as territorialidades econômicas e, concomitantemente, tecendo as múltiplas sociabilidades. Feirantes e fregueses se apropriam, semanalmente, dos espaços centrais da cidade, protagonizando um espetáculo de compra, venda e permuta de variados produtos. Assim, a feira livre de Caicó, caracterizada como um dos eventos mais significativos do Estado, ainda se evidencia como um espaço preferencial dos transeuntes, que ao caminhar por suas sendas, realizam atos de comercialização e de trocas simbólicas e culturais. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

25-02-2006

Como Citar

MORAIS, I. R. D.; ARAÚJO, M. A. A. de. TERRITORIALIDADES E SOCIABILIDADES NA FEIRA LIVRE DA CIDADE DE CAICÓ (RN) . Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 7, n. 17, p. 244–249, 2006. DOI: 10.14393/RCG71715406. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/15406. Acesso em: 5 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos