PÓLO REGIONAL OU CLUSTER: O CASO DO MUNICÍPIO DE RIO VERDE, GOIÁS - BRASIL

Autores

  • Antenor Roberto Pedroso da Silva Mestrando em Agronegócios pela Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG51315352

Palavras-chave:

Agronegócio, Clusters, Pólos Regionais, Goiás, Desenvolvimento Regional

Resumo

Nos últimos anos, o rápido crescimento e a industrialização do município de Rio Verde, no estado de Goiás, vem chamando a atenção de estudiosos. Os projetos desenvolvidos na cidade, a mudança cultural e as modificações introduzidas no campo fazem com que cada vez mais pesquisadores se voltem a estudar esse fenômeno de industrialização. No entanto, percebe-se uma dificuldade para se enquadrar teoricamente o município. Este artigo visa ajudar a decifrar o enquadramento teórico da região, usando referências e caracterizando o município, para que, em estudos futuros, seja mais fácil definir esse enquadramento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

16-10-2004

Como Citar

SILVA, A. R. P. da. PÓLO REGIONAL OU CLUSTER: O CASO DO MUNICÍPIO DE RIO VERDE, GOIÁS - BRASIL. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 5, n. 13, p. 41–55, 2004. DOI: 10.14393/RCG51315352. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/15352. Acesso em: 22 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos