Análise espacial da Mortalidade Infantil e suas a relações sócio-ambientais em área urbana / Spatial analysis of infant mortality and its relationship to socio environmental in urban area of Rio Claro, SP, BR
PDF

Como Citar

VEDOVATO, M. A.; LOURENÇO, R. W.; CORDEIRO, M. R. D. Análise espacial da Mortalidade Infantil e suas a relações sócio-ambientais em área urbana / Spatial analysis of infant mortality and its relationship to socio environmental in urban area of Rio Claro, SP, BR. Sociedade & Natureza, [S. l.], v. 23, n. 3, 2012. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/sociedadenatureza/article/view/9989. Acesso em: 22 maio. 2022.

Resumo

O objetivo deste trabalho foi analisar a distribuição espacial dos coeficientes de mortalidade infantil (CMI), de mortalidade neonatal (CMNN) e de natimortalidade (CNM) e de indicadores sócio-ambientais na área urbana de Rio Claro, SP, de 2000 a 2007. Trata-se de estudo ecológico com aplicação de técnicas de análise estatística e de geoprocessamento sobre a distribuição espacial dos indicadores de mortalidade infantil (CMI, CMNN, CNM) e de indicadores de qualidade ambiental nas áreas de abrangência das Unidades de Atendimento à Saúde (UAS). Também foram construídos indicadores de qualidade sócio-ambiental com base nas informações das condições de coleta de lixo, condições sanitárias, abastecimento de águas e das informações relacionadas às condições de escolaridade, renda e natureza da propriedade do imóvel, baseado em informações do Censo, IBGE 2000. Foram observadas correlações (Pearson) significativas entre o índice de qualidade sócio ambiental e os coeficientes de natimortalidade (30%) e mortalidade infantil (12%), a mortalidade neonatal apresentou correlação negativa. Os resultados obtidos reforçam a associação entre a qualidade do ambiente urbano, as condições de vida e moradia com os riscos de morrer mesmo em cidades com baixos coeficientes e boa qualidade ambiental. Provavelmente existam outros fatores como geneticidade, estilo de vida e serviços de saúde desempenhando papel importante para explicar os 'óbitos nesta faixa etária. Espera-se com os resultados obtidos poder auxiliar no entendimento de determinantes de agravos à saúde e ajudar na implantação de programas de gestão e planejamento de diversos setores administrativos em áreas urbanas. Palavras-chave: Mortalidade infantil, Epidemiologia, Qualidade ambiental, Ciência da Informação.
PDF

Direitos Autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem em revista de acesso público, os artigos são licenciados sob Creative Commons Attribution (BY), que permite o uso irrestrito, distribuição e reprodução em qualquer meio, desde que o trabalho original seja devidamente citado.

 
 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...