Geo-History Notes for the Study of Production of the Beach Space in Northeastern, Brazil
PDF-pt (Português (Brasil))
PDF-en

Keywords

Beach space
Northeastern coast
Coastal urbanization

How to Cite

ALVES DOS SANTOS, O. A. Geo-History Notes for the Study of Production of the Beach Space in Northeastern, Brazil. Sociedade & Natureza, [S. l.], v. 35, n. 1, 2023. DOI: 10.14393/SN-v35-2023-67680. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/sociedadenatureza/article/view/67680. Acesso em: 13 jun. 2024.

Abstract

The present work aims to present some geohistorical notes about the production of beach space in Northeast Brazil, based on bibliographic research. The Brazilian beach space results from different social practices, some of which emerged through the absorption of behaviors and lifestyles arising from modern westerns. The social appropriation of beaches on the coast of the Northeast took place in the mid-19th century, when local elites turned to the sea, in the context of the incorporation of the so-called "modern maritime practices" (therapeutic baths, vacations, etc.), colonizing an environment previously intended only for “traditional maritime practices” (fishing, defense, and port activity). The transformation and consumption of these spaces were based on the establishment of second homes and infrastructure aimed at the development of tourist activity. In the first part of this article, we characterize the environment and socially on the Northeastern coast, in order to demonstrate the predominance of the beach environment and its social and economic value. Then we seek to discuss the production of beach space in the Northeast, pointing out the geohistorical factors linked to its valorization. Finally, we briefly present the process of production of beach space in a large northeastern city, Recife, highlighting the historical process of appropriation and valorization of its beaches.

https://doi.org/10.14393/SN-v35-2023-67680
PDF-pt (Português (Brasil))
PDF-en

References

ANNAES da Medicina Pernambucana, Ano 1, número II, 1843, Available: http://memoria.bn.br/pdf/819166/per819166_1842_00002.pdf; Acessado em: 10 set. 2021.

ARAÚJO, C. P. Terra à vista! O litoral brasileiro na mira dos empreendimentos turísticos imobiliários. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) – São Paulo: USP, 2011

ARAÚJO, C. P; VARGAS, H. C. Sorria: você está na Bahia. A urbanização e a turistificação do litoral baiano. Revista de Geografia e Ordenamento Territorial, v. 3, p. 23-41, 2013. https://doi.org/10.17127/got/2013.3.002

ARAÚJO, R. C. B. As praias e os dias: história social das praias do Recife e de Olinda. Recife: Fundação de Cultura Cidade do Recife, 2007.

ARAÚJO. A cultura da praia: urbanização, sociabilidade e lazer no Brasil, 1840- 1940. In: Acta Científica XXIX Congreso de la Asociación Latinoamericana de Sociología, p. 1-8, 2013.

ARAÚJO, M. C. B; SOUZA, S. T; CHAGAS, A. C. O; BARBOSA, S. C; COSTA, M. F. Análise da ocupação urbana das praias de Pernambuco, Brasil. Revista de Gestão Costeira Integrada, v. 7, n. 2, 97-104, 2007. https://doi.org/10.5894/rgci17

BERZIN, A. [s.d.]. Av. Beira-mar e seus palácios, década de 1940. Museu da Cidade do Recife. 1 fotografia

CASTRO, T; PEREIRA, A. Q. Produção dos territórios turísticos no Ceará. Ateliê geográfico, v. 13, p. 51-72, 2019. https://doi.org/10.5216/ag.v13i2.58288

CHERNOVIZ, P. L. N. Dicionário de medicina popular. 6.ed. Paris: A. Roger & F. Chernoviz, 1843.

CORBIN, A. Território do vazio: a praia e o imaginário ocidental. São Paulo: Companhia das Letras, 1989

COSTA, J. R. C. [s.d.]. Avenida Beira-mar, na década de 1940. Museu da Cidade do Recife. 1 fotografia

DANTAS, E. W. C. Maritimidade nos trópicos: por uma geografia do litoral. Fortaleza: Edições UFC, 2009

DANTAS, E. W. C; PEREIRA, A. Q. Reflexões sobre a vilegiatura marítima nos trópicos. In:DANTAS, E. W. C; FERREIRA, A. L; CLEMENTINO, M. L. M. (Org.). Turismo e imobiliário nas metrópoles. Rio de Janeiro: Letra Capital, 2010, p. 71-84

GUERRA, A. T. Dicionário geológico-geomorfológico. 8.ed. Rio de Janeiro: IBGE, 1993

HARVEY, D. The urban process under capitalism: a framework for analysis. International journal of urban and regional research, v.2, n.1-4, p.101-131, 1978. https://doi.org/10.1111/j.1468-2427.1978.tb00738.x

HOUAISS, A; VILLAR, M. S; FRANCO, F. M. M. Pequeno dicionário Houaiss da língua portuguesa. São Paulo: Moderna, 2015

MORAES, A. C. R. Contribuições para a gestão da zona costeira do Brasil: elementos para uma Geografia do litoral brasileiro. 2.ed. São Paulo: Annablume, 2007. https://doi.org/10.11606/issn.1808-0820.cali.2006.64723

MOREIRA, F. D; SARAIVA, K. Dos subúrbios coloridos aos horizontes molhados: a expansão urbana do Recife nos anos 1920. In: Anais do XV Seminário de História da Cidade e do Urbanismo. Rio de Janeiro: UFRJ, 2018.

MUEHE, D. O litoral brasileiro e sua compartimentação. In: Cunha, D; Guerra, A. T (Orgs.) Geomorfologia do Brasil. 4.ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006

MUEHE, D. Geomorfologia costeira. In: GUERRA, A. T; CUNHA, D (Orgs.) Geomorfologia: uma atualização de bases e conceitos. 11.ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012

SANTOS, O. A. A. Considerações sobre a produção do espaço praiano no Recife: os limites e os desafios do planejamento urbano. In: Anais do XVI Simpósio Nacional de Geografia Urbana, p. 2259-2278, 2019

SANTOS, O. A. A. Os vetores praianos na produção do espaço metropolitano do Recife. Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais, v. 9, p. 85-100, 2020a. https://doi.org/10.46802/rmsde.v9i2.247737

SANTOS, O. A. A. Da incorporação dos banhos salgados de mar à balnearização das praias do Recife: um -período denso- na produção do espaço praiano. Geotextos, v. 16, p. 13-35, 2020b. https://doi.org/10.9771/geo.v16i1.34984

SANTOS, O. A. A. As praias pedem passagem: prelúdio da produção do espaço praiano do Recife (1840-1950). In: PONTES, B. M. S; CASTILHO, C. J. M. (Org.). Cidades históricas do Nordeste brasileiro. Recife: Editora UFPE, p. 86-112, 2021

SILVA, A. M. P. O processo de reorganização espacial da hotelaria do Recife: concentração em Boa Viagem e marginalização da área central. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Pernambuco, Programa de Pós-graduação em Geografia, Recife, 2007

TESSLER, M. G; GOYA, S. C. Processos costeiros condicionantes do litoral brasileiro. Revista do Departamento de Geografia, 17, 11-23, 2005. https://doi.org/10.7154/RDG.2005.0017.0001

VISTA aérea do bairro do Pina com a Avenida Ligação e a Igreja matriz do Pina ao fundo, década de 1940. [s.d.]. Museu da Cidade do Recife. 1 fotografia.

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Otávio Augusto Alves Santos

Downloads

Download data is not yet available.

Metrics

Metrics Loading ...