The vulnerability of indigenous populations: water quality consumed by the Maxakali community, Minas Gerais, Brazil
PDF-pt (Português (Brasil))
PDF-en

Keywords

Water quality
Surface water
Groundwater
Maxakali’s Indians
Vulnerability

How to Cite

DE ASSIS, E. M.; SANTOS, E. M.; FARIA, M. C. da S.; RODRIGUES, J. L.; GARCEZ, A.; BOMFETI, C. A.; BARCELLOS, N. T. The vulnerability of indigenous populations: water quality consumed by the Maxakali community, Minas Gerais, Brazil. Sociedade & Natureza, [S. l.], v. 32, p. 279–290, 2020. DOI: 10.14393/SN-v32-2020-43436. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/sociedadenatureza/article/view/43436. Acesso em: 29 feb. 2024.

Abstract

Distributed in four villages with approximately 1800 individuals, the Maxakali people is the second largest indigenous population in the state of Minas Gerais/Brazil. The evaluation of the quality of water used for consumption and leisure in this population is usually performed by palatability and visual criteria. Thus, a descriptive study was carried out including samples of surface and groundwater consumed in four villages, considering water collection in three seasonal periods in 2015. PH (hydrogen potential), turbidity, dissolved oxygen concentration, conductivity, nitrate, total and thermotolerant coliforms were measured. The villages with the largest number of samples with values higher than tolerable were Verde Village (100%), followed by Água Boa Village (85.7%) and Pradinho (71.4%). The dissolved oxygen, total and fecal coliforms were changed in all the villages, with percentages above 50% of the samples. The turbidity and conductivity changes were detected in three of the four villages. Thus, the water consumed by this community, in natura, according to local tradition, presents a high risk for the occurrence of waterborne diseases in this population group.

https://doi.org/10.14393/SN-v32-2020-43436
PDF-pt (Português (Brasil))
PDF-en

References

ALABURDA, J.; NISHIHARA, L. Presença de compostos de nitrogênio em águas de poços. Revista de Saúde Pública, v. 32, n. 2, p. 160-165, 1998. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101998000200009

AMARAL, L. A. et al. Água de consumo humano como fator de risco à saúde em propriedades rurais. Revista de Saúde Pública, v. 37, n. 4, p. 510-514, 2003. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102003000400017

APHA - American Public Health Association. Standard Methods for the Examination of Water e Wastewater, 22 ed. Washington, NW, 2012.

ASSIS, E. M. et al. Prevalência de parasitos intestinais na comunidade indígena Maxakali, Minas Gerais, Brasil, 2009. Cadernos de Saúde Pública, v. 29, n. 4, p. 681-690, 2013. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2013000400006

BEVILACQUA, P. D. et al. Perfil parasitológico e qualidade da água para consumo humano: aplicação da metodologia da avaliação de risco. Revista Brasileira de Epidemiologia, Suplemento Especial:454, 2002.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Resolução 357, de 17 de março de 2005. Dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento, bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes, e dá outras providências. Conselho Nacional do Meio Ambiente-CONAMA. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 18 mar. 2005. Disponível em: < http://www.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=459 >. Acesso em: 02 jun. 2016.

______ . Ministério do Meio Ambiente. Resolução n° 396, de 3 de abril de 2008. Dispõe sobre a classificação e diretrizes ambientais para o enquadramento das águas subterrâneas e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 07 abril. 2008. Disponível em: < http://www.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=562 >. Acesso em: 14 jun. 2016.

______ . Fundação Nacional de Saúde. Manual prático de análise de água. 3. ed. Brasília: Funasa, 2009.

______ . Ministério da Saúde. Portaria nº 2914, de 12 de dezembro de 2011. Dispõe sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 14 dez. 2011. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2011/prt2914_12_12_2011.html >. Acesso em: 18 nov. 2016.

______ . Ministério da Saúde. Sistema de Informação da Atenção à Saúde Indígena 2013. Brasília, DF. Disponível em: < http://portalms.saude.gov.br/saude-indigena/gestao/siasi >. Acesso em: 20 jul. 2015.

BROOKS, G. F. et al. Microbiologia Médica de Jawetz, Melnick & Adelberg. 26 ed. Porto Alegre: AMGH Editora, 2014.

CARVALHO, M. A.; ALVES, T. C. G. A relação natureza e cultura entre os Maxakali: formulando conceitos. In: SEMINÁRIO VISÕES DO VALE, 2009, Anais... Belo Horizonte, Visões do Vale. 2009.

CETESB - Companhia Ambiental do Estado de São Paulo. Guia nacional de coleta e preservação de amostras: àgua, sedimento, comunidades aquáticas e efluentes líquidos. Org. Carlos Jesus Brandão...[et al.]. São Paulo: CETESB, 2011.

DIEGUES, A. C. S. Ilhas e mares: simbolismo e imaginário. São Paulo: Hucitec, 1998.

FERNANDES, Â. M. F. Diagnóstico da qualidade da água subterrânia em propriedade rural no município de Planalto, RS. 2012. Monografia (Curso de Geografia) - Departamento de Humanidades e Educação da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul-UNIJUI, Ijuí, 2012.

FERRAZ, C. M. L.; VALADÃO, R. C. Barreiras: formação ou grupo? (contribuições da análise geomorfológica do litoral sul da Bahia e das" chapadas" do Jequitinhonha). In: CONGRESSO ABEQUA, 10., 2005, Guarapari. Resumos Expandidos... Guarapari: ABEQUA, 2005.

FERREIRA, P. A. Aspectos físico-químicos do solo. In: GHEI, H. R.; QUEIROZ, J. E.; MEDEIROS, J. F. Manejo e controle da salinidade na agricultura irrigada. Campina Grande: UFPB/SBEA, 1997.

GHEYI, H. R.; QUEIROZ, J. E.; DE MEDEIROS, J. F. Manejo e controle da salinidade na agricultura irrigada. Campina Grande: UFPB/SBEA, 1997.

GIACOMETTI, L. Qualidade microbiológica, concentração de nitratos em águas de consumo alternativo (minerais e de poços) da cidade de Jaboticabal-SP. 2001. Dissertação (Mestrado em Microbiologia) - Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2001.

GONÇALVES, M. L. C.; ARAÚJO, A. ; FERREIRA, L. F. Human intestinal parasites in the past: new findings and a review. Memorias do Instituto Oswaldo Cruz, v. 98, p. 103-118, 2003. http://dx.doi.org/10.1590/S0074-02762003000900016

LAS CASAS, R. Saúde maxakali, recursos de cura e gênero: análise de uma situação social. 2007. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.

MACÊDO, J. A. B. Águas & águas. São Paulo: Livraria Varela, 2001.

PELCZAR JR, M. J. et al. Microbiologia: conceitos e aplicações. 2 ed. São Paulo: Makron Books, 1996.

PIERZYNSKI, G. M.; VANCE, G. F.; SIMS, J. T. Soils and environmental quality. Boca Raton: CRC press, 2005.

QUEIROZ, M. F. et al. A qualidade da água de consumo humano e as doenças diarréicas agudas no Município do Cabo de Santo Agostinho, PE. Revista Brasileira de Epidemiologia, v. Suplemento Especial:456, 2002.

RAZZOLINI, M. T. P.; GÜNTHER, W. M. R. Impactos na saúde das deficiências de acesso a água. Saúde e Sociedade, v. 17, n. 1, p. 21-32, 2008. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-12902008000100003

ROITMAN, I.; TRAVASSOS, L. R.; AZEVEDO, J. L. Tratado de microbiologia. São Paulo: Manole, 1988.

ROMERO, J. A. R. Análise espacial da pobreza municipal no Estado de Minas Gerais, 1991-2000. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 14., 2006 Anais... Caxambu: ABEP, 2006.

TALLON, P. et al. Microbial indicators of faecal contamination in water: a current perspective. Water, Air, and Soil Pollution, v. 166, n. 1-4, p. 139-166, 2005. http://dx.doi.org/10.1007/s11270-005-7905-4

TEIXEIRA, J. C. et al. Estudo do impacto das deficiências de saneamento básico sobre a saúde pública no Brasil no periodo de 2001 a 2009. Engenharia Sanitaria e Ambiental, v. 19, n. 1, p. 87-96, 2014. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-41522014000100010

VERNIER, J. O meio ambiente. Campinas: Papirus, 1994.

VON SPERLING, M. Introdução à qualidade das águas e ao tratamento de esgotos. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1996.

Authors hold the Copyright for articles published in this journal, and the journal holds the right for first publication. Because they appear in a public access journal, articles are licensed under Creative Commons Attribution (BY), which permits unrestricted use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited.

Downloads

Download data is not yet available.

Metrics

Metrics Loading ...