Perception of extractivists about the Mauritia flexuosa palm swamp in the Lençóis Maranhenses Region, Brazil
PDF-pt (Português (Brasil))
PDF-en

Keywords

Forest values. Environmental management. Conservation Units. Income.
Forest values
Environmental management
Protected areas
Income

How to Cite

VIEIRA, I. R.; OLIVEIRA, J. S. de; SILVA, G. O.; SANTOS, K. P. P. dos; VIEIRA, F. J.; BARROS, R. F. M. de. Perception of extractivists about the Mauritia flexuosa palm swamp in the Lençóis Maranhenses Region, Brazil. Sociedade & Natureza, [S. l.], v. 31, 2019. DOI: 10.14393/SN-v31-2019-38808. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/sociedadenatureza/article/view/38808. Acesso em: 7 dec. 2022.

Abstract

Pesquisas de percepção ambiental evidenciam o contexto extrativista e auxiliam na elaboração de políticas ambientais. Apesar dos benefícios sociais e econômicos, a intensificação do extrativismo pode promover a insustentabilidade ecológica e alteração da percepção dos valores florestais conservacionistas. Na região dos Lençóis Maranhenses, Nordeste do Brasil, é crescente a venda de produtos extraídos da palmeira Mauritia flexuosa L.f para abastecer mercado local e nacional. Desta forma, o presente trabalho objetivou avaliar quais valores florestais são percebidos pelos extrativistas em municípios da região dos Lençóis Maranhenses e como o perfil socioeconômico interfere na percepção ambiental dos entrevistados. A pesquisa foi conduzida por meio de formulários semiestruturados aplicados a 271 extrativistas dos município de Barreirinhas, Paulino Neves e Tutóia. Os valores florestais percebidos foram divididos em três categorias: econômica, ecológica e social. Os dados obtidos revelaram que houve uma priorização da categoria econômica, com destaque para o valor florestal fonte de renda. Em Barreirinhas, os valores alimentação e regulação do clima estiveram relacionados a características socioeconômicas tais como gênero e renda mensal proveniente da venda do artesanato. Há o conhecimento sobre os danos ambientais que ocorrem nos buritizais, entretanto não existe uma efetiva participação das comunidades na gestão das Unidades de Conservação ambientais da região.

https://doi.org/10.14393/SN-v31-2019-38808
PDF-pt (Português (Brasil))
PDF-en

Authors hold the Copyright for articles published in this journal, and the journal holds the right for first publication. Because they appear in a public access journal, articles are licensed under Creative Commons Attribution (BY), which permits unrestricted use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited.

Downloads

Download data is not yet available.

Metrics

Metrics Loading ...