O Teatro-Fórum na busca de temas geradores

uma proposta de ensino na Educação de Jovens e Adultos

Autores

  • Maria Tânia Gomes Lima Universidade Federal de Uberlândia
  • Adevailton Bernardo dos Santos Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.14393/REP-2023-66974

Palavras-chave:

Ensino, Educação de Jovens e Adultos, Teatro do Oprimido, Tema Gerador

Resumo

São inúmeros os desafios encontrados na educação, principalmente em relação à Educação de Jovens e Adultos (EJA), onde se constatam baixo rendimento escolar e alto índice de evasão. Nesse contexto, um grande desafio para o corpo docente é construir práticas que propiciem à classe estudantil um maior envolvimento com a disciplina e uma visão mais crítica de mundo. A proposta deste trabalho se alinha com a pedagogia de Paulo Freire, que se constitui nos temas geradores como método de desalienação e aprendizado à educação, em conjunto com a proposta de Augusto Boal, que se fundamenta no Teatro do Oprimido como método cênico pedagógico. Em comum, ambas propostas apresentam posicionamentos ético-políticos de transformação social, pelo viés da educação e da cultura. O objetivo do trabalho foi desenvolver e avaliar uma proposta por meio do Teatro-Fórum de Augusto Boal, no contexto da EJA, buscando verificar a relação na definição do tema gerador de Paulo Freire. Os resultados mostraram que trabalhar o Teatro-Fórum através da dialogicidade foi oportunizar ao/a estudante sua contribuição ao diálogo, estabelecendo assim sua autonomia e criticidade, além de ser um eficiente método para a busca e definição do tema gerador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Tânia Gomes Lima, Universidade Federal de Uberlândia

Mestranda em Matemática na Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.

Adevailton Bernardo dos Santos, Universidade Federal de Uberlândia

Doutor em Física Aplicada à Medicina e Biologia pela Universidade de São Paulo, Brasil; estágio pós-doutoral na Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil; professor efetivo do Instituto de Física da Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.

Referências

ARROYO, M. Balanço da EJA: o que mudou nos modos de vida dos jovens-adultos populares? Reveja, Niterói, v. 1, n. 0, p. 5-19, 2007. Disponível em: http://mariaellytcc.pbworks.com/f/REVEJ@_0_MiguelArroyo.pdf. Acesso em: 6 set. 2022.

BOAL, A. Hamlet e o filho do padeiro: memórias imaginadas. Rio de Janeiro: Record, 2000.

BOAL, A. A estética do oprimido. Rio de Janeiro: Garamound, 2009

BOAL, A. Augusto Boal sobre Paulo Freire. 2013. Disponível em: http://augustoboal.com.br. Acesso em: 3 mar. 2022.

Freire, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 50. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

Freire, P. Pedagogia do oprimido. 48. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2009.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA. Conselho Universitário da Universidade Federal de Uberlândia. Resolução nº 25/2019 do CONSUN. Estabelece a Política de Extensão da Universidade Federal de Uberlândia, e dá outras providências. Uberlândia, 22 nov. 2019. Disponível em: http://www.reitoria.ufu.br/Resolucoes/resolucaoCONSUN-2019-25.pdf. Acesso em: 1 set. 2022.

VELÔSO, T. M. G. et al.; Educação popular e arte: novas tessituras em um assentamento rural. Revista de Educação Popular, Uberlândia, v. 20, n. 1, p. 357–372, 2021. DOI 10.14393/REP-2021-54882. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/reveducpop/article/view/54882. Acesso em: 12 set. 2022.

Downloads

Publicado

28-04-2023

Como Citar

LIMA, M. T. G.; SANTOS, A. B. dos. O Teatro-Fórum na busca de temas geradores: uma proposta de ensino na Educação de Jovens e Adultos. Revista de Educação Popular, Uberlândia, v. 22, n. 1, p. 118–131, 2023. DOI: 10.14393/REP-2023-66974. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/reveducpop/article/view/66974. Acesso em: 19 maio. 2024.