Gramsci e o fascismo: uma análise conceitual a partir dos Cadernos do cárcere de Antonio Gramsci

Autores

  • Carlos Nicodemos Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPRIM-v6n11a2021-61348

Resumo

RESUMO

Para Gramsci, o fascismo foi a resposta ao processo revolucionário iniciado com a Revolução Bolchevique (1917), como, também, pela “crise orgânica” aberta pela I Guerra Mundial. Neste contexto, a hegemonia das classes dominantes estava fragmentada, sendo que as duas forças sociais, a burguesia e o proletariado, disputavam a direção econômico-cultural no mundo ocidental. Mas, a corrida pela hegemonia se dava de modo desigual, onde as classes dominantes possuíam inesgotáveis mecanismos para a manutenção da sua dominação; por outro lado, as classes dominadas deveriam se unificar para poderem conquistar a direção produtiva, enterrando, assim, o modo de produção capitalista em conjunto com as suas relações de classes. Portanto, nessas condições, as classes dominantes utilizaram de revoluções passivas para reforçarem a sua direção fragilizada, retomando o consenso, e desarticulando as classes subalternas em processo de sublevação social. 

 

Palavras-chave: fascismo, revolução passiva, hegemonia, partido político, crise orgânica.



ABSTRACT

For Gramsci, fascism was the answer to the revolutionary process started with the Bolshevik Revolution (1917), as well as for the “organic crises” opened by World War I. In this context, the hegemony of the ruling classes was fragmented, with the two social forces, the  bourgeoisie and the proletariat, disputing the economic-cultural direction in the Western word. However, the race for hegemony was uneven, where the ruling classes had inexhaustible mechanisms for maintaining their domination; on the other hand, the dominated classes should unify in order to achieve productive hegemony, thus burying the capitalist mode of production in conjunction with their class relations. Therefore, in these conditions, the ruling classes used passive revolutions to reinforce their weakened leadership, resuming consensus, and dismantling the subordinate classes in the process of social upheaval. 

 

Keywords: fascism, passive revolution, hegemony, political party, organic crisis. 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-08-16

Como Citar

Nicodemos, C. (2021). Gramsci e o fascismo: uma análise conceitual a partir dos Cadernos do cárcere de Antonio Gramsci. PRIMORDIUM - Revista De Filosofia E Estudos Clássicos, 6(11). https://doi.org/10.14393/REPRIM-v6n11a2021-61348

Edição

Seção

Artigos