Existência feminina como imanência: a relação entre liberdade, alteridade e opressão em Simone de Beauvoir

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPRIM-v5n10a2020-57350

Palavras-chave:

Liberdade, Alteridade, Imanência, Feminismo

Resumo

RESUMO: A partir da noção da alteridade absoluta como condutora fundamental da existência da mulher no mundo, Simone de Beauvoir analisa a situação feminina sob a perspectiva da moral existencialista, segundo a qual o ser humano coloca-se no mundo concretamente somente através de projetos. A existência encontra seu sentido e sua justificação quando aquele que existe age com vistas à superação do dado, exercendo, portanto, sua liberdade original. Quando contrário, ao negar a liberdade e assumir a passividade da facticidade, o indivíduo incorre em uma falha moral, a imanência. Beauvoir observa um sentido imanente na existência feminina, mas de modo diferente da falha moral. A mulher foi forçada à imanência através da opressão. Este artigo tem por objetivo tratar da situação da mulher no mundo, analisando os conceitos de liberdade e alteridade a fim de traçar de que modo a mulher foi privada do movimento de transcendência e forçada à imanência.

 

ABSTRACT: Based on the notion of absolute otherness as a fundamental conductor of the existence of women in the world, Simone de Beauvoir analyzes the female situation from the perspective of existentialist morality, according to which the human being places themselves in the world concretely only through projects. Existence finds its meaning and its justification when the one who exists acts in order to overcome what is given, exercising, therefore, their original freedom. Contrariwise, by denying freedom and assuming the passivity of facticity, the individual incurs a moral failure, immanence. Beauvoir notes an immanent meaning in female existence, but in a different way from moral failure. Women were forced into immanence through oppression. This article aims to address the situation of women in the world, analyzing the concepts of freedom and otherness in order to outline how women have been deprived of the moviment of transcendence and forced into immanence.

Keywords: Freedom. Otherness. Immanence. Feminism.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danielli Isadora Pereira de Lima, UFSM

Graduanda em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Maria.

Referências

ANDREW, Barbara. Beauvoir’s place in philosophical thought. In CARD, C. The Cambridge Companion to Simone de Beauvoir. New York: Cambridge University Press, 2003, p. 24–44.

BEAUVOIR, Simone de. O Segundo Sexo: Fatos e Mitos. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 2016a.

____________. O Segundo Sexo: A Experiência Vivida. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 2016b.

____________. Por uma moral da ambiguidade. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 2005.

HEINÄMAA, Sara. Toward a phenomenology of sexual difference: Husserl, Merleau-Ponty, Beauvoir. Lanham: Rowman & Littlefield Publishers, 2003.

JOHANSON, Izilda. Moral da ambiguidade, liberdade e libertação: Filosofia e feminismo em Simone de Beauvoir. In: Ethic@: Revista internacional de filosofia da moral. Florianópolis, v. 17, n. 2, p. 239 – 257, dez. 2018.

Downloads

Publicado

2021-01-28

Como Citar

ISADORA PEREIRA DE LIMA, D. Existência feminina como imanência: a relação entre liberdade, alteridade e opressão em Simone de Beauvoir. PRIMORDIUM - Revista de Filosofia e Estudos Clássicos, Uberlândia, v. 5, n. 10, 2021. DOI: 10.14393/REPRIM-v5n10a2020-57350. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/primordium/article/view/57350. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos