Proposta de um role-playing game (RPG) como recurso didático para trabalhar espécies exóticas e invasoras

Autores

  • Luan Kelwyny Thaywã Marques da Silva Universidade Federal de Pernambuco
  • Luiz Augustinho Menezes da Silva Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.14393/OT2022v24.n.1.65035

Palavras-chave:

TIC'S, Jogos didáticos, ensino de ciências, prática pedagógica, espécies exóticas, espécies invasoras

Resumo

No contexto educacional a temática relacionada às espécies exóticas e invasoras é de grande importância, porém representa um déficit no processo de ensino-aprendizagem, uma vez que poucos saberes sobre elas são de fato trabalhados. Já é de conhecimento que metodologias alternativas às aulas exposititvas impactam positivamente a prática pedagógica, permitindo trabalhar conteúdos mais densos de maneira mais leve. Partindo desse pressuposto, o presente trabalho objetivou propor um RPG como recurso didático abordando as espécies exóticas e invasoras. A partir de uma busca em livros didáticos e dados da Plataforma Hórus, foi realizada a síntese de conteúdos para serem abordados no jogo. Para o jogo, foi criada uma versão seguindo o tradicional RPG de mesa e uma versão online, que pode ser acessada por um site dedicado ao jogo. O modelo de mesa visa seguir o padrão estabelecido ao longo dos anos relacionados a RPG’s no qual é possível jogar utilizando de poucos recursos; já o modelo online, objetiva maior facilidade e possibilidade de jogar em qualquer lugar, além de funcionar como proposta educacional para alunos cada vez mais mergulhados em recursos digitais. Com isso, relacionando os conteúdos abordados ao longo do jogo, algumas lacunas do conhecimento sobre essas espécies, bem como a importância do manejo adequado, monitoramento e a distribuição delas ao longo do país podem ser melhor compreendidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMABIS, J. M.; MARTHO, G. R. Biologia Moderna 1. Ed. – São Paulo: Moderna, 2016.AMABIS, J M; MARTHO, G R. Biologia Moderna. São Paulo: Moderna, 2016.

Base de Dados Nacional de Espécies Exóticas Invasoras. Instituto Hórus de Desenvolvimento e Conservação Ambiental, Florianópolis – SC. Disponível em: http://bd.institutohorus.org.br. 2021. Acesso em: 02 jun. 2022.

BIANCHIN, V. Qual foi o primeiro RPG? 2015. Disponível em: https://super.abril.com.br/mundo-estranho/qual-foi-o-primeiro-jogo-de-rpg/. Acesso em: 01 dez. 2021.

BRANDÃO, Carolina. A importância da alfabetização científica na educação básica. In: Geekie. [S. l.], 2010.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2020.

BUTIJELLI, J.O. Um estudo introdutório da importância da alfabetização científica para o ensino da ciência. 2016. 33 f. Trabalho de conclusão de curso (licenciatura - Física) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2016.

CENTRO DE PESQUISAS AMBIENTAIS DO NORDESTE (CEPAN) (Recife) (org.). Contextualização Sobre Espécies Exóticas Invasoras: dossiê pernambucano. 2009.

CHAME, M. Espécies exóticas invasoras que afetam a saúde humana. Cienc. Cult., São Paulo, v. 61, n. 1, p. 30-34, 2009.

COELHO, I.M.A. O uso do Role Playing Game (RPG) como ferramenta didática no ensino de Ciências. 2017. 128 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado Profissional Educação e Docência, Universidade Federal de Minas Gerais, Minas Gerais, 2017.

COLLINS, A.; CORDEL, B. R.; REID, T.; Dungeons & Dragons, Livro do Mestre, Abril: São Paulo, 2005.

CONVENTION ON BIOLOGICAL DIVERSITY. Alien species that threaten ecosystems, habitats or species: The Conference of the Parties. In: COP 6 VI/23. Montreal, 2002.

CUNHA, R M. Utilizando RPG Em Sala de Aula. Semana Acadêmica, Fortaleza, v. 1, n. 1, p. 22-32, jul. 2013.

DECHOUM, M.S. Espécies exóticas invasoras: o contexto internacional e a construção de políticas públicas e de estratégias nacionais. Cadernos da Mata Ciliar. São Paulo: Sma, 2010.

DECHOUM, M; CARPANEZZI, O.B; ZILLER, S.R. Espécies Exóticas Invasoras: O Que São, Quem São E O Que Fazer? Curitiba: Seed-Pr, 2010.

ENSERINK, M. Barricading U.S. Borders Against a Devastating Disease. Science, Washington -Dc, v. 291, n. 5512, p. 2298-2300, mar. 2001. DOI: https://doi.org/10.1126/science.291.5512.2298.

FERNANDES, L. D. et al. Jogos no computador e a formação de recursos humanos na indústria. Simpósio Brasileiro De Informática Na Educação. Anais... Florianópolis, 1995.

FERNANDEZ, F. A. S. Invasores de outros mundos: perda de biodiversidade por contaminação biológica. In: Anais... Rede Pró-Unidades de Conservação/Fundação O Boticário de Proteção à Natureza, 2004. p. 53-63.

FORTUNA, T. R. Jogo em aula: Recurso permite repensar as relações de ensino-aprendizagem. Revista do professor, Porto Alegre, v. 19, n. 75, p. 15–19, 2003.

IBAMA - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. Mexilhão Dourado. In. Espécies Exóticas Invasoras. 2016.

KISHIMOTO, T.M. Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. 14. ed. São Paulo: Cortez, 1996. 208 p.

KRASILCHIK, M. Reformas e realidade: o caso do ensino das ciências. São Paulo em Perspectiva, v. 14, n. 1, p. 85–93, 2000. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-88392000000100010.

LEÃO, T. C. C.; ALMEIDA, W. R.; DECHOUM, M.; ZILLER, S. R. Espécies Exóticas Invasoras no Nordeste do Brasil: Contextualização, Manejo e Políticas Públicas – Recife: Cepan, 2011.

LINHARES, S.; GEWANDSZNAJDER, F.; PACCA, H. Biologia Hoje: Biologia - Ensino Médio. 3. ed. São Paulo: Ática, 2016. 380 p.

LOPES, S.; ROSSO, S. BIO. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 2016. 388 p.

MARINS, E. S. O Uso do Role-Playing Game (RPG) no ensino de Ciências: uma atividade voluntária e complementar às aulas no Ensino Fundamental II. 2017. 109p. Dissertação (Mestrado em Ciências). – Escola de Engenharia de Lorena, Universidade de São Paulo, Lorena, 2017.

NASCIMENTO, F. DO; FERNANDES, H. L.; MENDONÇA, V. M. DE. O ensino de ciências no Brasil: história, formação de professores e desafios atuais. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, v. 10, n. 39, p. 225, 2012. DOI: https://doi.org/10.20396/rho.v10i39.8639728.

NEVES, J. P.; CAMPOS, L. L.; SIMÕES, M. G. Jogos como recurso didático para o ensino de conceitos paleontológicos básicos aos estudantes do ensino fundamental. Terra Plural, Ponta Grossa, v. 2, n. 1, p. 103–114, 2008. DOI: https://doi.org/10.5212/TerraPlural.v.2i1.103114.

NICOLA, J. A.; PANIZ, C. M. A importância da utilização de diferentes recursos didáticos no ensino de ciências e biologia. NEaD-Unesp, Paulista, v. 2, n. 1, p. 355–381, 2016.

NUNES, H. DE F. O jogo RPG e a socialização do conhecimento. Revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, Florianópolis, v. 9, p. 75–85, 2007.

NUNES, H. F. O JOGO E A SOCIALIZAÇÃO DO CONHECIMENTO. Enc. BIBLI: R. Eletr. Bibl. Ci. Inf., Florianópolis, n. esp., 2º sem. 2004.

OLIVEIRA, W. D. A.; SILVA, L. K. T. M. DA. Uso de rpg no ensino de zoologia. In: Anais... do VI Congresso Nacional de Educação - CONEDU, v. 1, 2019.

OVIGLI, D.F.B. BERTUCCI, M.C.S. A formação para o ensino de ciências naturais nos currículos de pedagogia das instituições públicas de ensino superior paulistas. Ciênc. cogn., Rio de Janeiro, v. 14, n. 2, p. 194-209, jul. 2009. DOI: https://doi.org/10.3895/S1982-873X2009000200007.

PEREIRA, J. DA S.; ALEGRO, R. C. O Uso do RPG Como Ferramenta Pedagógica nas Aulas de História. In: Anais, IX Encontro Nacional dos Pesquisadores do Ensino de História, p. 1067–1083, 2011.

POORTER, M. de; ZILLER, S. R. Biological contamination in protected areas: the need to act and turn the tide of invasive alien species. Unidades de conservação. 2004.

ROCHA, L. B.; SILVA, R. P.; LIRA, L. T. O. Percepção Dos Educandos De Uma Escola Pública Estadual Do Recife-Pe Sobre O Ensino De Ciências E Biologia. In: Anais... III Encontro pesquisa educacional em Pernambuco – FUNDAJ., n. 2008, 2010.

SASSERON, L. H.; CARVALHO, A. M. P. DE. Alfabetização científica: uma revisão bibliográfica. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, 2011.

SILVA JÚNIOR, C.; SASSON, S.; CALDINI JÚNIOR, N. Biologia 1: Componente Curricular - Biologia. 12. ed. São Paulo: Saraiva, 2016. 388 p.

SILVA, A. M. DA; SILVA, G. G. R.; NASCIMENTO JÚNIOR, A. F. O uso do role-playing game para o ensino de biologia: aprendendo zoologia de maneira não convencional. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista, São Paulo, v. 13, n. 2, 2017. DOI: https://doi.org/10.17271/1980082713220171548.

SILVA, E. L.; MARCONDES, M. Visões de contextualização de professores de química na elaboração de seus próprios materiais didáticos. Rev. Ensaio. Belo Horizonte, 2010. DOI: https://doi.org/10.1590/1983-21172010120107.

SOUZA, L. W. DE; CHARLES, H.; DAVID, Aulas práticas e sua importância no ensino de ciências e biologia. Revista Eletrônica Científica Inovação e Tecnologia, Medianeira. 2017.

THOMPSON, M.; RIOS, E. P. Conexões Com A Biologia. 2. ed. - São Paulo: Moderna, 380 p. 2016.

Downloads

Publicado

2022-07-13

Como Citar

SILVA, L. K. T. M. da; SILVA, L. A. M. da . Proposta de um role-playing game (RPG) como recurso didático para trabalhar espécies exóticas e invasoras. Olhares & Trilhas, [S. l.], v. 24, n. 1, p. 1–21, 2022. DOI: 10.14393/OT2022v24.n.1.65035. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/olharesetrilhas/article/view/65035. Acesso em: 13 ago. 2022.