Políticas de formação docente: as parcerias público-privadas na rede de ensino estadual paulista

Conteúdo do artigo principal

Ana Cristina Gonçalves de Abreu Souza
Marina Graziela Feldmann

Resumo

Este artigo é parte de uma pesquisa de Estágio Pós Doutoral realizada no Programa Educação: Currículo da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo que estuda as parcerias público-privadas nas formações dos professores da rede estadual paulista. Objetiva analisar quais as parcerias de formação estabelecidas entre a Coordenadoria da Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Professores – Paulo Renato Costa Souza (EFAPE) e as instituições privadas nos anos de 2018 e 2019. Recorre a abordagem qualitativa empregando a pesquisa bibliográfica e análise documental. O corpo teórico embasa-se em Hernandez, Laval, Freire e Feldmann. Os resultados apontam um número crescente de parcerias entre a rede pública e instituições privadas. A racionalidade neoliberal que permeia o campo da Educação e, mais especificamente, da Formação Docente fica confirmada, exigindo, do poder público, a criação de projetos colaborativos que incluam a garantia de princípios formadores emancipatórios e críticos fortalecendo a autonomia da rede pública de ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Souza, A. C. G. de A., & Feldmann, M. G. (2021). Políticas de formação docente: as parcerias público-privadas na rede de ensino estadual paulista. Ensino Em Re-Vista, 28(Contínua), e053. https://doi.org/10.14393/ER-v28a2021-53
Seção
DOSSIÊ - MUDANÇAS NO SISTEMA EDUCIONAL: DO QUE SENTIMOS FALTA?
Biografia do Autor

Ana Cristina Gonçalves de Abreu Souza, Universidade Federal de Alfenas - Brasil


   

Referências

ABREU SOUZA, Ana Cristina Gonçalves. Formação de Professores: da experiência do sujeito, ao sujeito da experiência. Orientadora: Ana Maria Saul. Tese (Doutorado em Educação) - Programa Educação: Currículo, PUC, SP, 2011.

ABREU SOUZA, Ana Cristina Gonçalves. Formação de professores em rede pública: marcas de uma gestão. Orientadora: Marisa Del Cioppo Elias. Dissertação (Mestrado em Educação). UBC, Mogi das Cruzes, SP, 2002.

ADRIÃO, Theresa. Dimensões e formas da privatização da educação no Brasil; caracterização a partir de mapeamento de produções nacionais e internacionais. Ciência sem Fronteiras, v.18, jan-abril, 2018, p.8 a 28.

BOGDAN, Robert; BIKLEN, Sári. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Portugal: Porto Editora, 1994.

BURTON, Guy. Teorizando o Estado e a Globalização na política e políticas educacionais. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 9, n. 2, 2014, p. 315-332

CAETANO, Maria Raquel. Lógica privada na educação pública, redes globais e a formação de professores. Revista Eletrônica de Educação, São Carlos, v. 12, n. 1, jan./abr. 2018, p. 120-131.

CÓSSIO, Maria de Fátima. A nova gestão pública. Revista Educação, Porto Alegre, v.41, n.1, jan-abril 2018, p. 66-73.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. Neoliberalismo e subjetivação capitalista. O Olho da História. São Paulo, n. 22, abril de 2016.

FELDMANN. Marina Graziela. Formação de Professores e Escola na Contemporaneidade. São Paulo: Editora SENAC, São Paulo, 2009.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários a quem gosta de ensinar. São Paulo: Paz e Terra, 1997.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 2005.

GATTI, Bernardete Angelina et al. Formação de professores para o Ensino Fundamental: instituições formadoras e seus currículos. In: Estudos & pesquisas educacionais – n. 1. Estudos realizados em 2007, 2008 e 2009. São Paulo: Fundação Victor Civita, 2010.

GATTI, Bernardete Angelina. Professores do Brasil: novos cenários de formação / Bernardete Angelina Gatti, Elba Siqueira de Sá Barretto, Marli Eliza Dalmazo Afonso de André e Patrícia Cristina Albieri de Almeida. – Brasília: UNESCO, 2019.

GIMENO SACRISTAN, José. O currículo: uma reflexão sobre a prática. Porto Alegre: Artmed, 2000.

HERNANDEZ, Fernando. Cultura Visual, Mudança Educativa e Projeto de Trabalho. Trad. Jussara Haubert Rodrigues. Porto Alegre: Artmed, 2000.

HERNANDEZ, Fernando.; SANCHO, Juana Maria. A formação a partir da experiência vivida. Pátio, n. 40, 2007.

LAVAL, Christian. A escola não é uma empresa: o neoliberalismo em ataque ao ensino público. São Paulo: Boitempo, 2004.

OLIVEIRA, Romualdo Portela. de; SOUZA, Sandra Zákia Lian de. Políticas de avaliação da educação e quase mercado no Brasil. Educação e Sociedade, Campinas, vol.24, n.84, set. 2003, p.873-895.