Planejamento Educacional Individulizado na Classe Hospitalar: apontamentos de professores em um curso de formação reflexiva colaborativa

Conteúdo do artigo principal

Adriana Garcia Gonçalves
https://orcid.org/0000-0002-5725-2001
Aline Ferreira Rodrigues Pacco
https://orcid.org/0000-0002-6571-0463

Resumo

A partir da necessidade de formação frente ao atendimento escolar hospitalar, bem como, a importância do planejamento frente a esse serviço, o presente estudo objetivou analisar os estudos de casos e Planejamentos Educacionais Individualizados (PEIs) desenvolvidos pelos 22 participantes de um curso de formação reflexiva colaborativa. A pesquisa se constitui em caráter colaborativo com abordagem qualitativa. A pesquisa foi desenvolvida em uma diretoria de ensino, onde ocorreu um curso de formação continuada colaborativa, em que foram realizados cinco encontros presenciais e foram disponibilizadas cinco unidades didáticas na plataforma online do Google Classroom. Ao se pensar nas possibilidades de desenvolvimento das atividades escolares dentro do ambiente escolar hospitalar, notou-se que o PEI se constitui como uma ação favorável tanto para o aluno, como para o professor, levando em consideração que esse tipo de planejamento evidencia as principais necessidades e potencialidades do aluno, algo que é imprescindível quando o mesmo se encontra hospitalizado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Gonçalves, A. G. ., & Pacco, A. F. R. . (2021). Planejamento Educacional Individulizado na Classe Hospitalar: apontamentos de professores em um curso de formação reflexiva colaborativa. Ensino Em Re-Vista, 28(Contínua), e008. https://doi.org/10.14393/ER-v28a2021-8
Seção
DOSSIÊ - FORMAÇÃO DO PROFESSOR PARA O ATENDIMENTO EM AMBIENTE HOSPITALAR

Referências

AIRES, C. J. Planejamento e gestão escolar, Brasília: Universidade de Brasília, 2009. Disponível em: <http://docplayer.com.br/7538556-Planejamento-e-gestao-escolar.html>. Acesso em 03 jun de 2019.

ANDRADE, S. A. de. O pedagogo e a escuta sensível na classe hospitalar. 2013. 27f.Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Católica de Brasília, Brasília. 2013.Disponível em: <https://repositorio.ucb.br/jspui/handle/10869/5285>. Acesso em: 15 mar. 2018.

CECCIM, R. B.; CARVALHO, P. R. A. (Org.) Criança hospitalizada: atenção integral como escuta à vida. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 1997.

COLÔMBIA. Ministério Nacional da Educação. Orientaciones para la implementacio n del apoyo acade mico especial y apoyo emocional a nin as, nin os y jo venes en condicio n de enfermedad. 2015. Disponível em: <https://docs.wixstatic.com/ugd/a2d087_71063d0d3d61425d9926c1ecf1321cbf.pdf>. Acesso em: 08 jul. 2019.

FONSECA, E.S. Atendimento escolar no ambiente hospitalar. São Paulo: Editora MEMNON. Edições Científicas. 2º ed. 2008,104 p.

FONTES, R.S. A educação no hospital: um direito à vida. Revista Educação e Políticas em Debate, Uberlândia, v. 4, n.1, 2015. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/revistaeducaopoliticas/article/view/31328. Acesso em 24 mar. 2018.

HYPOLITO, A. L. M. Trabalho docente e o novo Plano Nacional de Educação: valorização, formação e condições de trabalho. Cadernos Cedes, Campinas, v. 35, n. 97, p. 517-534, 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ccedes/v35n97/1678-7110-ccedes-35-97-00517.pdf. Acesso em: 29 mai.2018.

LIMA, A. M.L; LUGLI,R.S.G. Os tempos da ação docente na classe hospoitalar. Educação, Santa Maria, v.45, p. 1-19, 2020. Disponível em: . Acesso em: 05 abr.2020.

LIMA, I.R.S. Políticas de educação escolar em ambientes hospitalares: em defesa da escola no hospital. Revista Educação e Políticas em Debate, Uberlândia, v. 4, n.1 , p. 29-53, 2015. Disponível em: <http://www.seer.ufu.br/index.php/revistaeducaopoliticas/article/viewFile/31309/17043>. Acesso em: 30 mai.2018.

MELETTI, S. M. F. Educação escolar da pessoa com deficiência mental em instituições de educação especial: da política à instituição concreta. 2006, 100f. Tese de doutorado. Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

MORGADO, S.Q. Atendimento pedagógico em hospital psiquiátrico infanto juvenil- HCFMUSP. Boas Práticas na perspectiva da Educação Especial Inclusiva. v.1. p.1-9, 2015.

OBERSTEIN, S.G. Hospital-based educational services and the well-being of children with chronic illness: a self-study. College of Education, 2012. Disponível em: <http://via.library.depaul.edu/soe_etd/26>. Acesso em: 26 jun.2019.

ORTIZ, L. C. M.; FREITAS, S. N. Classe hospitalar: caminhos pedagógicos entre saúde e educação. Santa Maria: UFSM, 2005.

PACCO, A.F.R. Panorama das classes hospitalares brasileiras: formação e atuação docente, organização e funcionamento. 2017. 158f. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2017.

REIS, L. V. dos. Trabalho docente e identidade nas classes hospitalares em Goiás. 2017. 130f. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Goiás, Catalão, 2017. Disponível em:<https://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7677>. Acesso em: 15 mar. 2018.

SÃO PAULO. Resolução SE 71, de 22-12-2016. Dispõe sobre o atendimento escolar a alunos em ambiente hospitalar. Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, 2016. Disponível em: <http://siau.edunet.sp.gov.br/ItemLise/ arquivos/71_16.HTM?Time=06/06/2019%2020:15:49>. Acesso em: 06 jun.2019.

TÁNNUS-VALADÃO, G. Inclusão escolar e planejamento educacional individualizado: avaliação de um programa de formação continuada para educadores. 2013. 245f. Tese de Doutorado. Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2013.