A história da educação no Hospital Pequeno Príncipe e a formação continua dos professores

Conteúdo do artigo principal

Ana Carolina Venâncio
https://orcid.org/0000-0001-6804-8711
Itamara Peters
https://orcid.org/0000-0002-0268-6777
Mariana Saad Weinhardt Costa
https://orcid.org/0000-0001-6411-5059

Resumo

O presente estudo descreve os aspectos históricos da educação de crianças e adolescentes hospitalizados, debatendo o modo como esse direito vem sendo organizado e os desafios de formação docente enfrentados para que o exercício legal se concretize e se efetive. Trata-se de uma pesquisa de caráter qualitativo descritivo, que elenca por amostragem as práticas desenvolvidas e o modo como o direito à educação da criança hospitalizada são garantidos por uma instituição filantrópica de Curitiba. A pesquisa descrita evidencia os aspectos da formação de docentes e educadores do Hospital Pequeno Príncipe tomando como base os estudos desenvolvidos durante a elaboração do projeto político pedagógico do Setor de Educação e Cultura do referido hospital e sua implementação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Venâncio, A. C. ., Peters, I. ., & Costa, M. S. W. . (2021). A história da educação no Hospital Pequeno Príncipe e a formação continua dos professores. Ensino Em Re-Vista, 28(Contínua), e004. https://doi.org/10.14393/ER-v28a2021-4
Seção
DOSSIÊ - FORMAÇÃO DO PROFESSOR PARA O ATENDIMENTO EM AMBIENTE HOSPITALAR

Referências

BRASIL. Decreto Lei n.1044/69, art. 1º, que dispõe sobre tratamento excepcional para alunos portadores de afecções. Brasília, 1969.

BRASIL. Constituição Federal. Brasília, Senado Federal, 1988.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei n. 9.394/96. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília. 1996.

BRASIL. Lei n. 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências.

BRASIL. Conselho Nacional de Direitos da Criança e do Adolescente. Resolução N° 41, de 13 de outubro de 1995. DOU, Seção 1, de 17/10/1995.

BRASIL. Classe hospitalar e atendimento pedagógico domiciliar: estratégias e orientações. Secretaria de Educação Especial. Brasília: MEC; SEESP, 2002.

BRASIL. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. MEC, 2008.

BRASIL. Alteração da Lei n. 9.394/96 pelo texto da Lei nº 13.716, de 24 de setembro de 2018.

CARREIRA, Denise. O direito à educação e à cultura em hospitais: caminhos e aprendizagens do Pequeno Príncipe. Curitiba [Paraná]: Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul Carneiro, 2016.

FREIRE, Paulo. Política e Educação. São Paulo, Cortez, 1993.

FREIRE, Paulo. Professora Sim, Tia Não – cartas a quem ousa ensinar, 4ª ed. São Paulo: Olho d’Água, 1994.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo, Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da esperança: um reencontro com a pedagogia da autonomia. Rio de Janeiro, Paz e Terra. 1998.

FREIRE, Paulo. Papel da educação na humanização. In: Rev. da FAEEBA, Salvador, nº 7, jan. / junho, 1997.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: Editora UNESP, 2000b.

FREIRE, Paulo. Educação e Mudança. 34ª ed. -São Paulo: Paz e Terra, 2011.

FREIRE, Paulo, FAUNDEZ Antônio. Por uma pedagogia da pergunta. 7ª ed. -São Paulo: Paz e Terra, 2011.

IMBERNÓN, Francisco. Formação docente e profissional: formar-se par a mudança e a incerteza. 9ª ed. - São Paulo: Cortez, 2011.

RANGEL, Mary. Educação, Porto Alegre, v. 32, n. 1, p. 59-64, jan./abr. 2009.