A literatura infantil como estratégia pedagógica no processo de alfabetização matemática

Conteúdo do artigo principal

Francely Aparecida dos Santos
https://orcid.org/0000-0002-0521-1910

Resumo

Este artigo tem por objetivo apresentar o relato da experiência realizadaom acadêmicos (as) do 5º período do curso de Pedagogia, em que foi articulado a literatura infantil e a Matemática. Esse conteúdo faz parte da ementa da disciplina Matemática nas Séries Inciais do Ensino Fundamental e foi desenvolvido realizando a análise de 23 (vinte e três) livros diferentes, divididos em 6 (seis) grupos de trabalho. Essa atividade ajudou a ampliar o processo reflexivo relacionado ao ensino e à aprendizagem dos conteúdos matemáticos em turmas das Séries iniciais do Ensino Fundamental. Como resultados, podemos reforçar, pela avaliação dos acadêmicos (as), a importância desse tipo de trabalho em que a literatura infantil possa fazer parte das aulas de Matemática no curso de Pedagogia, como processo de formação para atuar na profissão docente. Por isso, concluímos reafirmando a necessidade de flexibilizar a relação entre Matemática e literatura infantil, como estratégia pedagógica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Santos, F. A. dos . (2020). A literatura infantil como estratégia pedagógica no processo de alfabetização matemática. Ensino Em Re-Vista, 27(2), 546–571. https://doi.org/10.14393/ER-v27n2a2020-7
Seção
Dossiê Currículos em Educação Matemática I

Referências

ABRAMOVICH, Fanny. Literatura Infantil: gostosuras e bobices. 5.ed. São Paulo: Scipione,1995.

ARNOLD, D. S. Matemáticas presentes em livros de leitura: Possibilidades para a Educação Infantil. 2016. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Matemática) – Instituto de Matemática, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. Brasília: MEC/SEF, 1997.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Currículos e Educação Integral – DICEI. Coordenação Geral do Ensino Fundamental – COEF. Elementos conceituais e metodológicos para definição dos direitos de aprendizagem e desenvolvimento do Ciclo Básico de Alfabetização (1°, 2° e 3° anos) do Ensino Fundamental. Brasília, DF: MEC, 2012.

BRASIL. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa: Organização do trabalho Pedagógico. Brasília: MEC, SEB, 2014.

CAMPOS, R. S. P.; MONTOITO, R. O texto alternativo ao livro didático como proposta interdisciplinar do ensino de Ciências e Matemática. In: PIROLA, N. A. (org.). Ensino de Ciências e Matemática: temas de investigação. São Paulo: Cultura acadêmica, 2010.

CANDIDO, P. et al. Matemática e Literatura Infantil. 4ª ed. Belo Horizonte: Editora Lê, 1999.

CARMO, Eliane Pereira do; SANTOS, Francely Aparecida dos. As dificuldades no processo ensino-aprendizagem da Matemática: o que pensam as professoras? Educação, Escola e Sociedade, Monets Claros, v.8, jan./dez.2015.

COELHO, N. Literatura: arte, conhecimento e vida. São Paulo: Petrópolis, 2000. 159p.

COSTA, André Pereira da; LACERDA, Geraldo Herbetet. O uso da informática no ensino de Matemática: um estudo com professores do Ensino Fundamental. Educação, Escola e Sociedade, Montes Claros, v. 9, n. 9, jan./dez. 2016.

DALCIN, A. Um olhar sobre o paradidático de Matemática. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de Campinas, Campinas, 2002.

FARIAS, C. A. Alfabetos da alma: histórias da tradição na escola. Porto Alegre: Sulina, 2006.

LUVISON, C. C.; GRANDO, R. C. Gêneros textuais e a Matemática: uma articulação possível no contexto da sala de aula. In: Revista Reflexão e Ação. Santa Cruz do Sul, v.20, n2, p.154-185, jul./dez.2012.

MENDONÇA, Márcia. Diversidade Textual: propostas para a sala de aula. Recife: MEC/CEEL, 2008.

MONTES CLAROS. Projeto Político Pedagógico do Curso de Pedagogia. Universidade Estadual de Montes Claros, 2013.

NACARATO, A. et al. Organização do trabalho pedagógico para a alfabetização matemática. In: BRASIL, Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa: Organização do trabalho Pedagógico. Brasília: MEC, SEB, 2014.

PASSOS, C. L. B; OLIVEIRA, R. M. M. A. Matemática nas Séries Iniciais: histórias infantis na formação de professores. In: Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino. Curitiba: ENDIPE, 2004, p. 1-12.

PASSOS, C. L. B.; OLIVEIRA, R. M. M. A. Elaborando histórias infantis com conteúdo matemático: uma contribuição para a formação de professores. In: MENDES, J. R.; GRANDO, R. C. (Org.). Múltiplos olhares: Matemática e produção de conhecimento. São Paulo: Musa, 2007. p. 119-135.

PIMENTA, Selma Garrido; LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágio e Docência. 7 ed. São Paulo: Cortez, 2012.

SILVA, A. C. Matemática e Literatura Infantil: um estudo sobre a formação do conceito de multiplicação. 2003. 189 p. Dissertação (Mestrado em Educação) – CCHLA, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2003.

SANTOS, Francely Aparecida dos; RIBEIRO, Rose Mary. O caderno de uma aluna de 1950 e as práticas avaliativas de Matemática. Educação, Escola & Sociedade, Montes Claros, v. 9, jan./dez. 2016.

SMOLE, Kátia Cristina Stocoo. Matemática e Literatura Infantil. 3.ed. Belo Horizonte: Lê, 1998.

SMOLE, Kátia Cristina Stocoo. Textos em Matemática: por que não? In: SMOLE, Kátia Cristina Stocoo; DINIZ, Maria Ignês (orgs.) Ler, escrever e resolver problemas: habilidades básicas para aprender Matemática. Porto Alegre: Artmed Editora, 2001.

SMOLE, Kátia C. Stocco.; DINIZ, Maria Ignês (orgs.). Ler, escrever e resolver problemas: habilidades básicas para aprender. 1ª edição. Porto Alegre: Artmed, 2001.

VIANNA, Carlos Roberto; ROLKOUSKI, Emerson. A criança e a Matemática escolar. In: BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Caderno de Apresentação. Brasília: MEC/SEB, 2014.

WELCHMAN-TISCHER, R. How to use children’s literature to teach mathematics. Reston: NCTM, 1992.

WASCHOWICZ, L. A. Pedagogia Mediadora. Petrópolis: Vozes, 2009.