O CONSUMO DE FLÚOR EM ÁGUAS SUPERFICIAIS E TERRITÓRIOS DE RISCO PARA A SAÚDE HUMANA NA REGIÃO NORDESTE DO PARANÁ

Autores

  • José Paulo Peccinini Pinese Universidade Estadual de Londrina (UEL)
  • Angela Golono de Deus Universidade Estadual de Londrina (UEL)
  • Lúcio José Sobral da Cunha Universidade de Coimbra (UC)
  • Willian da Silva Santos Universidade Estadual de Londrina (UEL)
  • João Carlos Alves Universidade Estadual de Londrina (UEL)

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG228155186

Palavras-chave:

Flúor, Riscos, Hidrogeoquímica, Nordeste do Paraná, Saúde Coletiva

Resumo

No Nordeste do Paraná se assinalam teores de fluoretos em águas superficiais de abastecimento público, acima dos recomendáveis para a saúde humana (≥ 0,8 mg/L de F-). Tendo em vista que a ingestão de teores diários de flúor fora do intervalo de 0,6 a 0,8 mg/L de F-, seguindo o rigor da lei brasileira, possibilita a geração de patologias como a cárie e a fluorose, se objetiva nessa investigação apontar localidades onde as concentrações naturais de flúor obtidas em drenagens, delimitem áreas de risco para a saúde humana pela ingestão direta ou fluoretada. Para tanto, duzentas amostras de águas brutas georreferenciadas foram coletadas (2016-2018) em bacias hidrográficas que abastecem a região, sendo todas analisadas quimicamente para flúor através da técnica da Potenciometria Direta (teores até 1,2 mg/L). A espacialização dos dados, indica municípios potencialmente propensos ao risco de fluorose dental cujos picos de teores se alinham na direção SW-NE, como um cinturão de anomalias (Jundiai do Sul, Santo Antônio da Platina e Jacarezinho). Também indicam municípios com risco a cáries. Adicionalmente se constata, que novos levantamentos epidemiológicos e hidrogeoquímicos devam ser realizados, sobretudo em águas subterrâneas, para melhor delimitar a abrangência dos riscos e suportar o planejamento da Saúde Coletiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Paulo Peccinini Pinese, Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Departamento de Geociências, CEGOT, Londrina, PR, Brasil

Angela Golono de Deus, Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Universidade Estadual de Londrina (UEL)

 Pós-Graduação em Geografia, Londrina, PR, Brasil

Lúcio José Sobral da Cunha, Universidade de Coimbra (UC)

Universidade de Coimbra (UC)

 Departamento de Geografia e Turismo, CEGOT, Coimbra, Portugal

Willian da Silva Santos, Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Universidade Estadual de Londrina (UEL)

 Pós-Graduação em Geografia, Londrina, PR, Brasil

João Carlos Alves, Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Universidade Estadual de Londrina (UEL)

 Departamento de Química, Londrina, PR, Brasil

Downloads

Publicado

01-06-2021

Como Citar

Pinese, J. P. P., de Deus, A. G., da Cunha, L. J. S., Santos, W. da S., & Alves, J. C. (2021). O CONSUMO DE FLÚOR EM ÁGUAS SUPERFICIAIS E TERRITÓRIOS DE RISCO PARA A SAÚDE HUMANA NA REGIÃO NORDESTE DO PARANÁ. Caminhos De Geografia, 22(81), 88–105. https://doi.org/10.14393/RCG228155186

Edição

Seção

Artigos