Educação Física no Ensino Médio atividade de estudo e possibilidades do desenvolvimento do movimento corporal consciente na adolescência

Conteúdo do artigo principal

Marcos Jerônimo Dias Júnior
https://orcid.org/0000-0001-8340-7647
Sandra Valéria Limonta Rosa
https://orcid.org/0000-0002-9143-4802

Resumo

O artigo apresenta a síntese de uma pesquisa que investigou a relação entre ensino, aprendizagem e desenvolvimento na disciplina Educação Física no Ensino Médio. Com base na teoria histórico-cultural do desenvolvimento humano e na teoria do ensino desenvolvimental, as questões norteadoras da investigação realizada são sintetizadas da seguinte forma: Quais as necessidades e quais as contribuições da Educação Física no Ensino Médio para o desenvolvimento dos adolescentes? Como organizar seu ensino de forma a impulsionar o desenvolvimento dos estudantes? O objetivo geral foi analisar o trabalho pedagógico, por meio dos conceitos de luta e capoeira, organizado a partir dos aportes teóricos da periodização histórico-cultural do desenvolvimento humano e da teoria do ensino desenvolvimental, no processo de desenvolvimento dos adolescentes e como ocorre tal desenvolvimento. Além disso, analisar as bases pedagógico-didáticas da teoria do ensino desenvolvimental e as possibilidades desta teoria para a organização da atividade de estudo da Educação Física no Ensino Médio. A metodologia de pesquisa foi a realização de um experimento didático com os conceitos de luta e capoeira, em duas turmas da segunda série do Ensino Médio de uma escola da Rede Estadual de Ensino de Goiás, na cidade de Anápolis. A análise dos resultados do experimento didático formativo confirmou a necessidade e a importância da Educação Física no Ensino Médio no processo geral de desenvolvimento dos estudantes adolescentes, particularmente na formação da gestualidade motora significativa e no desenvolvimento do movimento corporal consciente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Dias Júnior, M. J. ., & Rosa, S. V. L. . (2021). Educação Física no Ensino Médio: atividade de estudo e possibilidades do desenvolvimento do movimento corporal consciente na adolescência. Obutchénie. Revista De Didática E Psicologia Pedagógica, 5(2), 378–406. https://doi.org/10.14393/OBv5n2.a2021-61406
Seção
DOSSIÊ - SISTEMA DIDÁTICO ELKONIN-DAVIDOV-REPKIN

Referências

ALVES, Flávio Soares; CARVALHO, Yara Maria de. Reflexões sobre uma experiência investigativa com a capoeira. Movimento, Porto Alegre, v. 20, n. 3, p. 1111-1132, jul./set. de 2014. Disponível em https://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/41924. Acesso em 12/06/2019. DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.41924.

ALBUQUERQUE, Joelma de Oliveira; TAFFAREL, Celi N. Zulke. Projeto histórico e projeto de escolarização: contribuições das teorias histórico-cultural, pedagogia histórico-crítica e abordagem crítico-superadora do ensino da Educação Física. Poiésis, Tubarão-SC, v. 14, n. 25, p.52-70, jan./jul. 2020. Disponível em: http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Poiesis/article/view/8965. Acesso em 15/09/2020. DOI: https://doi.org/10.19177/prppge.v14e25202052-70.

ALMEIDA, Eliane Maria de; MARTINELI, Telma A. Pacífico. Apropriações da teoria histórico-cultural na Educação Física. Proposições, v. 29, n. 3 (88), p. 282-400, set./dez. 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pp/v29n3/0103-7307-pp-29-3-0383.pdf. Acesso em 23/02/2021. DOI: https://doi.org/10.1590/1980-6248-2017-0006.

ANJOS, Ricardo Eleutério dos; DUARTE, Newton. A adolescência inicial. Comunicação íntima pessoal, atividade de estudo e formação de conceitos. In: MARTINS, Lígia Márcia et. al. (Orgs.). Periodização histórico-cultural do desenvolvimento psíquico do nascimento à velhice. Campinas-SP: Autores Associados, 2016. (p. 195-220).

BAZANA, Guilherme Xavier. Teoria crítico-emancipatória e Educação Física na escola: diferentes enfoques sobre a capoeira. Trabalho de Conclusão de Curso. Curso de Licenciatura em Educação Física, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Ijuí-RS, 2016.

BERNARDIM, Márcio Luiz e SILVA, Mônica Ribeiro da. Juventude(s) e Ensino Médio: da inclusão escolar excludente aos jovens considerados nem-nem. Contrapontos, Itajaí-SC, v. 17 – n. out-dez./2017, p. 688-704. Disponível em: https://siaiap32.univali.br/seer/index.php/rc/article/view/10265/6972.pdf. Acesso em 23/06/2020. DOI: https://doi.org/10.14210/contrapontos.v17n4.p688-704.

BERTAZZOLI, Breno Fiori; ALVES, Danilo Almeida; AMARAL, Silvia C. Franco. Uma abordagem pedagógica para a capoeira. Movimento, Porto Alegre, v. 14, n. 02, p. 207-229, mai./ago. 2008. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/2069. Acesso em 12/08/2019. DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.2069.

BRASIL. Lei 13.415, de 17 de fevereiro de 2017. Institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral.

BRASIL. Resolução do Conselho Nacional de Educação/Conselho Pleno 04, de 17 de dezembro de 2018. Institui a Base Nacional Comum Curricular na Etapa do Ensino Médio (BNCC-EM).

CEDRO, Wellington de Lima; MOURA, Manoel Oriosvaldo de. O espaço de aprendizagem e a atividade de ensino: o clube de Matemática. Trabalho apresentado no VIII Encontro Nacional de Educação Matemática, UFPE, Recife, 15 a 18 de julho de 2004. DOI: https://doi.org/10.11606/d.48.2004.tde-21062005-104453.

DAVÍDOV, Vassíli Vassilievitch. Tipos de Generalización en la Enseñanza. Habana: Pueblo Y Educación, 1982.

DAVÍDOV, Vassíli Vassilievitch. La enseñanza escolar y el desarrollo psíquico. Investigación psicológica teórica e experimental. Moscu: Editorial Progreso, 1988.

DAVÍDOV, Vassíli Vassilievitch. O que é atividade de estudo. Revista «Escola inicial», n. 17, ano 1999, p. 1-7.

DAVÍDOV, Vasyli Vassilievitch; SLOBÓDCHIKOV, Víctor. La enseñanza que desarrolla en la escuela del desarrollo. En: MÚDRIK, A. B. (Org.). La educación y la enseñanza: una mirada al futuro. Moscú: Progreso, 1991. p. 118-134.

DAVYDOV, Vasyli Vassilievitch. Análise dos princípios didáticos da escola tradicional e dos possíveis princípios do ensino em um futuro próximo. In: LONGAREZZI, Andréa Maturano; PUENTES, Roberto Vadlés (Orgs.). Ensino desenvolvimental. Antologia. Uberlândia-MG: EDUFU, 2017. p. 211-224.

DAVYDOV, Vasyli Vassilievitch. Conteúdo e estrutura da atividade de estudo. In: PUENTES, Roberto Valdés; CARDOSO, Cecília Garcia Coelho; AMORIM, Paula Alves Prudente (Orgs.). Teoria da atividade de estudo: contribuições de D.B. Elkonin, V.V. Davidov e V.V Repkin. Curitiba, PR: CRV, 2019. p. 215-234.

ELKONIN, Daniil Borisovich. Sobre o problema da periodização do desenvolvimento psíquico da infância. In: LONGAREZZI, Andréa Maturano; PUENTES, Roberto Vadlés (Orgs.). Ensino desenvolvimental. Antologia. Uberlândia-MG: EDUFU, 2017. p. 149-172.

FACCI, Marilda G. Dias. A periodização do desenvolvimento psicológico individual na perspectiva de Leontiev, Elkonin e Vigotski. Cadernos Cedes, Campinas-SP, v. 24, n. 62, p. 64-81, abr. 2004 Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em 12/07/2019. DOI: https://doi.org/10.1590/s0101-32622004000100005.

FREITAS, Raquel. Ap. Marra da Madeira. Formação de conceitos na aprendizagem escolar e a atividade de estudo como forma básica para a organização do ensino. Educativa, Goiânia, v. 19, n. 2, p. 388-418, mai./ago. 2016. DOI: https://doi.org/10.18224/educ.v19i2.5392.

JAQUEIRA, Ana Rosa; ARAÚJO, Paulo Coelho. Análise praxiológica do primeiro regulamento desportivo da capoeira. Movimento, Porto Alegre, v. 19, n. 02, p. 31-53, abr./jun. de 2013. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/31035. Acesso em 25/10/2019. DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.31035.

LEÃO, Geraldo. O que os jovens podem esperar da reforma do Ensino Médio brasileiro? Educação em Revista, Belo Horizonte-MG, v. 34, mar./2018, p. 1-23. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/edur/v34/1982-6621-edur-34-e177494.pdf. Acesso em 19/07/2020. DOI: https://doi.org/10.1590/0102-4698177494.

LEONTIEV, Alexis Nikolaevich. O Desenvolvimento do Psiquismo. São Paulo: Moraes, 1978.

LEONTIEV, Alexis Nikolaevich. Uma contribuição à teoria do desenvolvimento da psique infantil. In. Vygotsky, Lev S. (et. al.). Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 6 ed. São Paulo: Ícone, 2001. (p. 59-83).

MARTINS, Lígia Márcia; ABRANTES, Angelo A.; FACCI, Marilda Gonçalves D. (Orgs.). Periodização histórico-cultural do desenvolvimento psíquico do nascimento à velhice. Campinas-SP: Autores Associados, 2016.

MELLO, Rosângela Aparecida. A necessidade da Educação Física na escola: impasses atuais. São Paulo: Instituto Lukács, 2004.

MOURA, Manoel Oriosvaldo et al. Atividade orientadora de ensino: unidade entre ensino e aprendizagem. Diálogo Educacional, Curitiba, n. 29, p. 205-229, 2010. DOI: https://doi.org/10.7213/rde.v10i29.3094.

NASCIMENTO, Carolina Picchetti. A atividade pedagógica da Educação Física: a proposição dos objetos de ensino e o desenvolvimento das atividades da cultura corporal. 2014. 293 f. Tese de doutorado. Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. DOI: https://doi.org/10.11606/t.48.2014.tde-01102014-105809.

NASCIMENTO, Carolina Picchetti. Os significados das atividades da cultural corporal e os objetos de ensino da Educação Física. Movimento, Porto Alegre, p. 677-690, jun. 2018. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/77157. Acesso em 22/11/2019. DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.77157.

SANTOS, Rafael Cesar Ferrari. Organização do ensino na Educação Física e o desenvolvimento do pensamento teórico nos estudantes. Tese de doutorado. Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Maringá, Maringá-PR, 2019.

SAUMA, Janderson Alves. Para quem é a Reforma do Ensino Médio: um estudo sobre a visão do jovem brasileiro no cenário de mudanças educacionais. Revista Eletrônica de Ciências Sociais, Juiz de Fora-MG, n. 28, 2019, p.118-131. Disponível em: https://www.ufjf.br/labesgrupees/files/2018/05/17504-100925-1-PB.pdf. Acesso em 10/04/2020. DOI: https://doi.org/10.34019/1981-2140.2018.17504.

SFORNI, Marta Sueli de Faria. Interação entre didática e Teoria Histórico-Cultural Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 40, n. 2, p. 375-397, abr./jun. 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/edreal/v40n2/2175-6236-edreal-45965.pdf. Acesso em 22/07/2020. DOI: https://doi.org/10.1590/2175-623645965.

SFORNI, Marta Sueli de Faria. O método como base para reflexão sobre um modo geral de organização do ensino. In: MENDONÇA, Sueli Guadalupe de Lima; PENINTENTE, Luciana Aparecida Araújo; MILLER, Stella (Orgs.). A questão do método e a teoria histórico-cultural: bases teóricas e implicações pedagógicas. Marília-SP: Oficina Universitária, 2017. p. 81-96. DOI: https://doi.org/10.36311/2017.978-85-7983-879-8.p81-96.

SOUZA, Cândida de; SILVA, Daniele Nunes H. Adoslescência em debate: contribuições teóricas à luz da perspectiva histórico-cultural. Psicologia em estudo, v. 23, 2018, P. 1-12 Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/pe/v23/1807-0329-pe-23-e2303.pdf. Acesso em 06/08/2020. DOI: https://doi.org/10.4025/psicolestud.v23i0.35751.

TAFFAREL, Celi Nelza Zulke et al. Metodologia do ensino de educação física. São Paulo-SP: Cortez, 2012.

VIGOTSKI, Lev Semenovich. Obras Escogidas: problemas del desarrollo en la edad de transición – Tomo V. Madri: Editora Visor, 1996.