O desenvolvimento das neoformações psíquicas na atividade de estudo

Conteúdo do artigo principal

Cleber Barbosa da Silva Clarindo
https://orcid.org/0000-0002-2668-2068

Resumo

Este artigo tem por objetivo fazer uma discussão sobre a relação entre a atividade de estudo e o desenvolvimento das neoformações psíquicas das crianças em idade escolar. Para a análise dessa relação, utilizamos o referencial teórico da Teoria Histórico-Cultural. Partindo dos conceitos de aprendizagem, desenvolvimento, zona de desenvolvimento próximo e atividade, buscamos explicitar como a organização da atividade de estudo constitui-se como um meio fundamental para que os estudantes dos anos iniciais do Ensino Fundamental se apropriem das principais neoformações psíquicas dessa etapa da vida, que são as capacidades próprias do pensamento teórico: análise, reflexão e planificação mental. O seu desenvolvimento tem relação direta com a organização da atividade de ensino que orienta a aprendizagem dos escolares no início do processo de escolarização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Clarindo, C. B. da S. . (2021). O desenvolvimento das neoformações psíquicas na atividade de estudo. Obutchénie. Revista De Didática E Psicologia Pedagógica, 5(3), 652–674. https://doi.org/10.14393/OBv5n3.a2021-59158
Seção
DOSSIÊ

Referências

CLARINDO, C. B. S. Atividade de estudo como fundamento do desenvolvimento do pensamento teórico de crianças em idade escolar inicial. Dissertação (Mestrado em educação), Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Marília, 2015.

DAVÍDOV, V. La enseñanza escolar y el desarrollo psíquico: investigación psicológica teórica y experimental. Editorial Progeso: Moscou, 1988.

DAVYDOV, V. V. What is real learning activity? In: HEDEGAARD, M. and LOMPSCHER, J. Learning activity and development. Aarhus: Aarhus University Press, 1999, p. 123-138.

LEONTIEV. A. N. Actividad, conciencia y personalidad. Buenos Aires: Ediciones Ciencias Del Hombre, 1978.

LEONTIEV, A. N. Uma contribuição à teoria do desenvolvimento da psique infantil. In: VIGOTSKII, L. S.; LURIA, A. R.; LEONTIEV, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 5. ed. São Paulo: Ícone, 1988, p. 59-83.

LEONTIEV. A. N. O desenvolvimento do psiquismo. 2. ed. São Paulo: Centauro, 2004.

LOMPSCHER, J. Learning activity and its formation: ascending from the abstract to the concrete. In: HEDEGAARD, M. and LOMPSCHER, J. Learning activity and development. Aarhus: Aarhus University Press, 1999, p. 139-166.

MATVEEVA. N.I, REPKIN, V. V. SKOTARENKO.R.V. Condições de domínio das formas Autônomas da atividade de Estudo. In: PUENTES, R. V , CARDOSO, G. C. G., AMORIM, P. A. P. Teoria da atividade de estudo: contribuições de D. B. Elkonin, V. V. Davidov e V. V. Repkin – Livro I . Editora CRV/EDUFU/ Curitiba/Uberlândia, 2019. DOI: https://doi.org/10.24824/978854443380.5.

PETROVSKY, A.V. Psicología General. Moscú: Editorial Progreso, 1980.

REPKIN, V. V. Ensino desenvolvente e atividade de estudo. Ensino Em Re-vista, v. 21, n. 1, p. 85-99, jan./jul. 2014.

RUBINSTEIN, S. L. Principios de Psicología General. México: Editorial Grijalbo, 1974.

VIGOTSKII, Lev Semenovich. Aprendizagem e desenvolvimento intelectual na idade escolar. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 5. ed. São Paulo: Ícone, 1988, p. 103-117.

VYGOTSKI, L. S. Obras Escogidas. Tomo II. Madrid: Machado Nuevo Aprendizaje, 2001.

VYGOTSKI, L. S. Obras Escogidas. Tomo III. Madrid: Machado Nuevo Aprendizaje, 2012.