A Teoria Histórico-Cultural e a Linguagem Escrita na Educação Infantil estudos e reflexões

Conteúdo do artigo principal

Marta Chaves
https://orcid.org/0000-0002-8089-1450

Resumo

Este trabalho intenciona apresentar reflexões sobre o desenvolvimento da linguagem escrita na Educação Infantil, tendo caráter exploratório com delineamento bibliográfico e de abordagem histórica, amparando-se nas pesquisas do Materialismo Histórico-Dialético e na Teoria Histórico-Cultural, por considerarmos que compete à escola ensinar conhecimentos científicos e promover a apropriação da cultura, a partir de práticas pedagógicas enriquecedoras. Dessa forma, consideramos que essa proposta se justifica mediante sua relevância para a organização de práticas pedagógicas significativas. Ressaltamos que os procedimentos didáticos e o trabalho educativo, são elementos imprescindíveis para a aprendizagem da escrita pela criança. Com isso, vislumbramos os Centros de Educação Infantil na condição de espaços educativos por excelência, onde a criança pode ter seu primeiro contato sistematizado com a escrita e apreender as máximas elaborações humanas.


 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Chaves, M. (2017). A Teoria Histórico-Cultural e a Linguagem Escrita na Educação Infantil: estudos e reflexões . Obutchénie. Revista De Didática E Psicologia Pedagógica, 1(3), 515–534. https://doi.org/10.14393/OBv1n3a2017-4
Seção
Dossiê Olhares sobre a linguagem escrita

Referências

CHAVES, M. A formação e a educação da criança pequena: os estudos de Vigotski sobre a arte e suas contribuições às práticas pedagógicas para as instituições de Educação Infantil. Araraquara, 2011a. Trabalho de Pós-Doutoramento junto à Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp), sob a supervisão do Prof. Dr. Newton Duarte.

CHAVES, M. Enlaces da Teoria Histórico-Cultural com a Literatura Infantil. In: CHAVES, M. (Org.). Práticas Pedagógicas e Literatura Infantil.1 ed. Maringá: Eduem, 2011b, p. 97-106.

CHAVES, M. Contar histórias de autores e personagens: realizações pedagógicas de encanto e ensino. In: TOZETTO, S. S. (Org.). Professores em formação: saberes, práticas e desafios. Curitiba: Intersaberes, 2015, p. 210-236.

LEONTIEV. A. O desenvolvimento do psiquismo.1. ed. São Paulo: Moraes, 1978.

LURIA, A. R. O desenvolvimento da escrita na criança. In: VYGOTSKY,L.S.; LURIA,A.R.; LEONTIEV,A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. Trad. Maria da Penha Villa Lobos. São Paulo: Ícone, 2006. p.143-189.

VEJA. Números. São Paulo: Editora Abril, n. 2158, 31 mar. 2010, p. 59.

VIGOTSKI, L. S.A pré-história da linguagem escrita. In: VIGOTSKI, L. S.A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 2003.p. 139-157.

VIGOTSKI, L. S.Imaginação e criação na infância. Trad. Zoia Prestes. São Paulo: Ática, 2009. Coleção Ensaios comentados.