Anthropic Action and the Eutrophization Process in the Paraíba do Meio River
PDF-pt (Português (Brasil))
PDF-en

Keywords

Trophic State
Adequate Sanitary Sewage
Urban Expansion

How to Cite

SANTOS, E. O.; MEDEIROS, P. R. P. Anthropic Action and the Eutrophization Process in the Paraíba do Meio River. Sociedade & Natureza, [S. l.], v. 35, n. 1, 2023. DOI: 10.14393/SN-v35-2023-66441. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/sociedadenatureza/article/view/66441. Acesso em: 17 jul. 2024.

Abstract

The appropriation and use of a hydrographic basin by society is a historical process, necessary and, above all, a generator of environmental problems that greatly alter the quality of water. One of the problems related to water quality is eutrophication. Many aquatic ecosystems have suffered from this problem, which consists of large inputs of Phosphorus and Nitrogen introduced into the riverbed, for example, through domestic and/or industrial effluents. This context of change in water quality by human action triggers the significant growth of phytoplanktonic and phytobenthic organisms, thus causing an imbalance in the dynamics of the aquatic ecosystem, as well as damage to society. In this context, this study aimed to evaluate the Trophic State of the Paraíba do Meio River and understand the unfolding and influences of society's relationship with the river and how this relationship has contributed to the eutrophication process. The materials and methods were based on: data acquisition of chemical and physical parameters from campaigns carried out monthly during the hydrological year of 2013; flow and precipitation data; adequate sanitary sewage data; laboratory analyses; determination of the Trophic State Index by the TRIX Model. It was evidenced that due to the varied anthropic activities that occurred in the hydrographic basin in question, with the significant introduction of nutrients such as Phosphorus and Nitrogen in the river bed, during the hydrological year of 2013, the Paraíba do Meio river presented different stages of eutrophication that range from mesotrophic to eutrophic.

https://doi.org/10.14393/SN-v35-2023-66441
PDF-pt (Português (Brasil))
PDF-en

References

ALAGOAS. Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Plano Diretor de recursos hídricos das bacias dos rios Paraíba, Sumaúma e Remédios. Maceió, 1997.

BARRETO, L. V.; BARROS, F. M.; BONOMO, P.; ROCHA, F. A.; AMORIM, J. S. Eutrofização em rios brasileiros. Enciclopédia Biosfera - Centro Científico Conhecer, v. 9, p. 2165-2179, 2013.

BERTOLDI, L. Avaliação do Estado Trófico de um sistema estuarino tropical a partir do Índice Trófico Trix. Dissertation (Master in Environmental Oceanography) – Aracruz: UFES. 2014.

CARMOUZE, J. P. O metabolismo dos ecossistemas aquáticos – Fundamentos teóricos, métodos de estudo e análises químicas. São Paulo: Ed. FAPESP, 1994.

CLOERN, J. E. Our evolving conceptual model of the coastal eutrophication problem. Marine Ecology Progress Series, v. 210, p. 223-253, 2001. https://doi.org/10.3354/meps210223

COTOVICZ JUNIOR, L. C. Aplicações de modelos (ASSETS e TRIX) para avaliação doestado trófico e cenário futuro da eutrofização do Complexo Estuarino-LagunarMundaú-Manguaba, (AL). Dissertation (Master in Environmental Geochemistry) – Niterói: UFF. 2012.

ESTEVES, A. F. Fundamentos de Limnologia. Rio de Janeiro: Ed. Interciência, 1998.

GAMA, W. M. Conjuntura dos recursos hídricos no Brasil: regiões hidrográficas brasileiras. Dissertation (Master in Water Resources and Sanitation) – Maceió: UFAL. 2011.

GARCIA, J. M.; MANTOVANI, P.; GOMES, R. C.; LONGO, R. M.; DEMAMBORO, A. C.; BETTINE, S. C. Degradação ambiental e qualidade da água em nascentes de rios urbanos. Revista Sociedade e Natureza, v. 30, p. 228-254, 2018. http://dx.doi.org/10.14393/SN-v30n1-2018-10

GIOVANARDI, F.; VOLLENWEIDER, R.A. Trophic conditions of marine coastal waters: experience in applying the Trophic Index TRIX to two areas of the Adriatic and Tyrrhenian seas. Journal of Limnology, v. 63, p. 199-218, 2004.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Base de dados do IBGE. 2010a. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/geociencias/informacoes-sobre-posicionamento-geodesico/servicos-para-posicionamento-geodesico.html. Acesso: Março 22, 2021.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Dados de Saneamento Adequado dos Municípios Brasileiros. 2010. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/al/vicosa/panorama. Acesso: Março 22, 2020.

IMA – Instituto do Meio Ambiente de Alagoas. Base de dados do IMA. 2012. Disponível em: https://www2.ima.al.gov.br/. Acesso: Agosto 15, 2021.

MACEDO, C. F.; TAVARES, L. H. S. Eutrofização e qualidade da água na piscicultura: consequências e recomendações. Boletim do Instituto de Pesca, v. 36, p. 149-163, 2010.

MARGALEF, R. Limnologia. Barcelona: Omega, 1983.

MEDEIROS, P. R. P. et al. Aporte fluvial e dispersão de matéria particulada em suspensão na zona costeira do rio São Francisco (SE/AL). Geochimica Brasiliensis, v. 21, p. 212-231, 2007.

PRADO, R. B.; NOVO, E. M. L. M. Avaliação espaço-temporal da relação entre o estado trófico do reservatório de Barra Bonita (SP) e o potencial poluidor de sua bacia hidrográfica. Revista Sociedade e Natureza, v. 19, p. 5-18, 2007. https://doi.org/10.1590/S1982-45132007000200001

SANTOS, S. M.; GASTALDINI, M. C. C.; PIVETTA, G. G.; SCHMIDT, O. Qualidade da água na bacia hidrográfica urbana Cancela Tamandaí, Santa Maria/RS. Revista Sociedade e Natureza, v. 30, p. 23-44, 2018. http://dx.doi.org/10.14393/SN-v30n2-2018-2-X

REBOUÇAS, A. C. Água doce no mundo e no Brasil. In: REBOUÇAS, A. C.; BRAGA, B.; TUNDISI, J. G. (Org.) Águas doces no Brasil – Capital ecológico, uso e conservação. São Paulo: Escrituras Editora, 2006. p. 01-35.

RIVERA, E. A. C. Modelo sistêmico para compreender o processo de eutrofização em um reservatório de água. Dissertation (Master in Food Engineering) – Campinas: UNICAMP. 2003.

SALLES, M. C. T.; GRIGIO, A. M.; SILVA, M. R. F. Expansão urbana e conflito ambiental: uma descrição da problemática do município de Mossoró, RN – Brasil. Revista Sociedade e Natureza, v. 25, p. 281-290, 2013. https://doi.org/10.1590/S1982-45132013000200006

SANTOS, E. O. Avaliação do índice de estado trófico e carga de nutrientes no rio Paraíba do Meio durante o ano hidrológico de 2013. Dissertation (Master in Geography)– Maceió: UFAL. 2020. https://doi.org/10.26848/rbgf.v14.2.p1044-1057

SANTOS, E. de. O.; SANTOS, C. J. S. Educação Ambiental e o ensino de Geografia: uma proposta de trabalho a partir do estudo do Rio Paraíba do Meio. In: ALMEIDA, J. P.; CALAZANS, D. R.; ALMEIDA, E. P.; SANTOS, C. J. S. (Org.). Ensinando Geografia na Educação Básica: práticas docentes na sala de aula. Maceió: Edufal, 2017. p. 109-126.

SANTOS, E. O.; MEDEIROS, P. R. P.; SANTOS, C. J. S. Implicações socioambientais do processo de apropriação e uso do rio Paraíba do Meio em Viçosa (AL). Revista Geonorte, v. 9, p. 45-66, 2018. https://doi.org/10.21170/geonorte.2018.V.9.N.32.45.66

SANTOS, M. R. Evolução Temporal da Eutrofização no Complexo Lagunar de Jacarepaguá. Monography (Degree in Environmental Engineering) – Rio de Janeiro: UFRJ. 2014.

SANTOS, S. A.; GASTALDINI, M. C. C.; PIVETTA, G. G.; SCHMIDT FILHO, O. SILVA, K. Estimativa de variação temporal da eutrofização no Baixo São Francisco, a partir da utilização do Índice TRIX. Dissertation (Master in Geography) – Maceió: UFAL. 2018.

SCHIEWER, U. 30 years' eutrophication in shallow brackish waters - lessons to be learned. Hydrobiologia, v. 363, p. 73-79, 1998.

SEMARH – Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos de Alagoas. Portal de Banco de Dados Hidrometeorológicos. 2019. Disponível em: http://meteorologia.semarh.al.gov.br/consultas/. Acesso: Julho 17, 2019.

SEMARH – Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos de Alagoas. Plano Diretor de Recursos Hídricos do Rio Paraíba do Meio. 1997. Disponível em: http://www.semarh.al.gov.br/recursos-hidricos/regioes-hidrograficas/planos-diretores-de-recursos-hidricos/category/203-planos-diretores-de-recursos-hidricos. Acesso: Novembro 03, 2019.

STRICKLAND, J. D. H.; PARSONS, T. R. A practical handbook of seawater analysis. Canadá: Ed. Bulletin, 1972.

TUNDISI, J.G. A crise da água: eutrofização e suas consequências. In. TUNDISI, J.G. Água no século XXI: enfrentando a escassez. São Carlos: Rima, 2003. p. 180-195.

WETZEL, R.G. Limnology. EUA: W. B. Saunders Company, 1983.

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Everson Oliveira Santos, Paulo Ricardo Petter Medeiros

Downloads

Download data is not yet available.

Metrics

Metrics Loading ...