Cults, Practices and Beliefs: the Symbolism of Geodiversity in Christianity
PDF-en

Keywords

Geodiversity
Sacred book
Geotheology

How to Cite

FERREIRA, A. C.; VALLEJO, L. R.; ROCHA, L. C.; AZEVEDO, Úrsula R.; TRAVASSOS, L. E. P.; TEIXEIRA, R. C. Cults, Practices and Beliefs: the Symbolism of Geodiversity in Christianity . Sociedade & Natureza, [S. l.], v. 34, n. 1, 2022. DOI: 10.14393/SN-v34-2022-66159. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/sociedadenatureza/article/view/66159. Acesso em: 29 nov. 2022.

Abstract

From the expansion of monotheism, as sacred laws, symbolisms, beliefs and practices began to be produced, thus emerging the sacred books. The biblical text influenced - and still - influences the direction of Western civilization. This work aims to raise and discuss aspects related to Geodiversity, here understood as the allusion of the abiotic characteristics of nature, present in the Holly Bible, as well as its use in cults, practices and beliefs measured by symbolic elements. To carry out this survey, the texts of the King James Version Bible (KJV) were used. After the survey of the elements of Geodiversity, they were divided by typologies to facilitate interpretation, tables were made that include the name of the elements, and their geological / geographical description, their use in the Bible, when applicable. When analyzing the abiotic elements, it was perceived, initially that the elements of Geodiversity, are used as nouns, referring properly to the element, but in several situations, they are used symbolically. Science and religion are generally perceived through dichotomization, but the set of religious manifestations that are open to external analysis is still of scientific interest. In this article, we verify the importance of Geodiversity in the study of the Bible and, consequently, the analysis of the elements of Geodiversity present in the sacred books and their symbology, leads to the reflection that this approach can help in a better understanding and interpretation of biblical facts considering another perspective, giving more consistency and authenticity, whether it deals with the abiotic scenario present in the divine revelations, it is, therefore, a Geoteology.

https://doi.org/10.14393/SN-v34-2022-66159
PDF-en

References

ARANA-CASTILLO, R. El património geológico de la región de Murcia. Murcia: Ed. Academia de Ciencias de La Región de Murcia, 2007.

ARAÚJO, A. C. D. Identidade e Fronteiras do espiritismo na obra de Allan Kardec. Horizonte, v. 8, n. 16, p. 117-135, 2010. https://doi.org/10.5752/P.2175-5841.2010v8n16p117

AZEVEDO, U. R. Patrimônio Geológico e Geoconservação no Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais: Potencial para criação de um Geoparque da Unesco. 2007. 211 f. Tese (Doutorado em Geologia) – Instituto de Geociências, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2007.

BEITZEL, B. Bíblica: o atlas da Bíblia. Barueri: Ed. Girassol, 2009.

BRAGA, L. R. O.; MACHADO, M. M. M.; RUCHKYS, U. A. Modelagem de recursos da geodiversidade como suporte às práticas ritualísticas de comunidades de matriz africana. Caderno de Geografia, v. 24, n. 42, p. 233-248, 2014. https://doi.org/10.5752/P.2318-2962.2014v24n42p233

BRILHA, J. Patrimônio Geológico e Geoconservação: a conservação da natureza na sua vertente geológica. São Paulo: Ed. Pelimage, 2005.

BONNEMAISON, J. Viagem em Torno do Território. In: CORRÊA, R. L.; ROSENDAHL, Z. (Orgs.) Geografia Cultural: um século. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2002. p. 83-131.

BORBA, A. W. Geodiversidade e geopatrimônio como base para estratégias de geoconservação: conceitos, abordagens, métodos de avaliação e aplicabilidade no contexto do Estado do Rio Grande do Sul. Pesquisas em Geociências, v. 38, n. 1, p. 3-13, 2011. https://doi.org/10.22456/1807-9806.23832

CARCAVILLA, L.; DURÁN, J.J.; LÓPEZ-MARTÍNEZ, J. Geodiversidade: concepto y relación con el patrimonio geológico. Geo-Temas, v. 10, p. 1299-1303, 2007.

CINER, P. et al. Lo Sagrado: miradas contemporaneas. San Juan: Ed. Effha, 2008.

CPRM - COMPANHIA DE PESQUISA DE RECURSOS MINERAIS. Mapa Geodiversidade do Brasil. Escala 1:2.500.000, 2006.

DIEL, P. Los Simbolos de la Biblia: La uninersalidad del lenguage simbolico y su significación psicologica. México: Ed. FCE, 1994.

ELIADE, M. Imagens e Símbolos: ensaios sobre o simbolismo mágico-religioso. São Paulo: Ed. Martins Fontes, 1991.

ELIADE, M. o Sagrado e o Profano. São Paulo: Ed. Martins Fontes, 1992.

GABEL, J.; WHEELER, C. A Bíblia como Literatura. São Paulo: Ed. Loyola, 1993.

GRAY, M. Geodiversity: valuing and conserving abiotic nature. Chichester: Ed. Wiley-Blackwell, 2004.

GRAY, M. Geodiversity and Geoconservation: what, why and how? Geodiversity & Geoconservation, p. 4-14, 2005.

GRAY, M. Geodiversity: developing the paradigm. Proceedings of the Geologists´ Assocition, v. 119, p. 287-298, 2008. https://doi.org/10.1016/S0016-7878(08)80307-0

GRAY, M. Geodiversity: valuing and conservang abiotic nature. Londres: Ed. Wiley-Blackwell, 2013.

GUIMARÃES, G. B.; LICCARDO, A.; PIEKARZ, G. F. A valorização cultural do patrimônio geológico-mineiro do Paraná. Boletim Paranaense de Geociências, v. 70, p. 41-52, 2013. https://doi.org/10.5380//geo.v70i0.32439

HOSE, T. A. Selling the story of Britain´s stone. Environmental Interpretation, v. 2, p. 16-17, 1995.

IBERO-AMERICANA, S. B. Bíblia King James. São Luís: Ed. Abba Press, 2013.

SILVA, M. C. O.; GUERRA, A. J. T. Geodiversidade, Geoturismo e Geoconservação: Conceitos, Teorias e Métodos. Espaço Aberto, v. 6, n. 1, p. 151-174, 2016. https://doi.org/10.36403/espacoaberto.2016.5241

JUNQUEIRA, S. o Sagrado: fundamentos e conteúdo do ensino. Curitiba: Ed. Intersaberes, 2012.

LICCARDO, A.; BARBOSA, T. A.; HORNES, K. L. Diamante de Tobalgi no Paraná: Patrimônio Geológico-Mineiro e Cultural. Anuário do Instituto de Geociências – UFRJ, v. 35, n. 1, p. 142-151, 2012. https://doi.org/10.11137/2012_1_142_151

MACHADO, M. M. M.; AZEVEDO, U. R. Essa Tal Geodiversidade. Revista da Universidade Federal de Minas Gerais, v. 22, n. 1. 2, p. 182-193, 2015. https://doi.org/10.35699/2316-770X.2015.2745

MATOS, A. P. Os Símbolos e a Simbologia Religiosa: o papel da igreja católica. Revista Brasileira de História das Religiões, v. 1, p. 1-11, 2009.

MEDEIROS, W. D. A.; OLIVEIRA, F. F. G. Geodiversidade, Geopatrimônio e Geoturismo em Currais Novos, NE do Brasil. Mercator, v. 10, n. 23, p. 59-69, 2011. https://doi.org/10.4215/RM2011.1023.0005

MOCHIUTTI, N. F.; GUIMARÃES, G. B.; MELO, M. S. Os valores da geodiversidade da região de Piraí da Serra, Paraná. Geociências, v. 4, n. 30, p. 651-668, 2011.

MOURA-FÉ, M. M. A Análise Ambiental Integrada e sua Construção Teórica na Geografia Física. OKARA: Geografia em Debate. v. 8, p. 294-307, 2014.

MUSA, C. I.; OLIVEIRA, L. B.; VIEIRA, R. Educação Ambiental e Religião: percepção e perspectivas a partir das denominações religiosas cristãs da sub-bacia do Ribeirão Araranguá em Blumenau/SC. Revista Eletrônica Mestr. Educ. Ambient. V. 16, p. 71-84, 2006.

NASCIMENTO, M. A. L.; ROCHA, A. J. D.; NOLASCO, M. C. Patrimônio geológico e mineiro no nordeste do Brasil. Boletim Paranaense de Geociências, v. 70, p. 103-119, 2013. http://dx.doi.org/10.5380/geo.v70i0.31446

NASCIMENTO, M. A. L.; RUCHKYS, U. A.; MANTESSO-NETO, V. Geodiversidade, Geoconservação e Geoturismo: trinômio importante para a proteção do patrimônio geológico. São Paulo: Ed. SBG, 2008. https://doi.org/10.1590/S1982-45132009000200015

NAVES, J. G. P.; BERNARDES, M. B. J. A relação histórica homem/natureza e sua importância no enfrentamento da questão ambiental. Geosul, v. 29, n. 57, p. 7-26, 2014. https://doi.org/10.5007/2177-5230.2014v29n57p7

PÁDUA, J. A. As bases teóricas da história ambiental. Estudos Avançados, v. 24, n. 68, p. 81-101, 2010. http://dx.doi.org/10.1590/s0103-40142010000100009

PEREIRA, L.; CUNHA, L.; THEODORO, J. Um Olhar sobre o Patrimônio Hidrológico do Município de João Pessoa, Paraíba, Nordeste do Brasil. In: NUNES, A. et al. (Eds.) Territórios de Água. Coimbra: Ed. Cegot, 2016. p. 294-305.

PEREIRA, R. G. F. A. Geoconservação e desenvolvimento sustentável na Chapada Diamantina (Bahia-Brasil). 2010. 318 f. Tese (Doutorado em Ciências) – Universidade do Minho, Minho, 2010.

PFEIFFER, C.; VOS, H.; REA, J. Dicionário Bíblico Wycliffe. Rio de Janeiro: Ed. Cpad, 2007.

RIBEIRO, E. S. Um estudo sobre o símbolo, com base na semiótica de Peirce. Estudos Semióticos, v. 6, n. 1, p. 46-53, 2010. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2010.49258

RODRIGUES, S. C.; BENTO, L. C. M. Cartografia da Geodiversidade: Teorias e Métodos. In: GUERRA, A. T.; JORGE, M. C. O. (Org.) Geoturismo, Geodiversidade e Geoconservação: abordagens geográficas e geológicas. São Paulo: Ed. Oficina de Textos, 2018. p. 137-162.

RUCHKYS, U. A.; AMORIM, P. T.; MIRANDA, M. P. S. Mineração em Geossistemas Ferruginosos e Questões de Geoética: o Caso do Rompimento da Barragem do Córrego do Feijão, Minas Gerais. Brasil. Confins, v. 40, p. 1, 2019. https://doi.org/10.4000/confins.19973

RUCHKYS, U. A.; ARAGÃOM, F.; VELÁSQUEZ, L. N. M.; GALVÃO, P.; TAYER, T. C.; LUCON, T. N. Natural background levels and validation of the assessment of intrinsic vulnerability to the contamination in the Carst Lagoa Santa Protection Unit, Minas Gerais, Brasil. Environmental Earth Sciences, v. 79, n. 31, p. 1-14, 2020. https://doi.org/10.1007/s12665-019-8771-5

SANTOS, C. O. Kosi omi, kosi orixá. Sem água, sem orixá: Modelagem etnoecológica sobre uso da água no Ilê Axé Iyá Nassô Oká/Terreiro da Casa Branca. 2009. 184 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual de Feira de Santana, Feira de Santana, 2009.

SCHAMA, S. Paisagem e memória. São Paulo: Ed. Companhia das Letras, 1996.

SERRANO, N.; RUIZ-FLAÑA, P. Geodiversity. A theoretical and Applied concept. Geographica Helvetica, v. 62, n. 3, p. 140-147, 2007. https://doi.org/10.5194/gh-62-140-2007

SHARPLES, C. A. Methodology for the identification of significant landforms and geological sites for geoconservation purposes. Tasmania: Ed. Hobart, 1993.

SILVA, J. M. O Cristianismo e o Pluralismo: possibilidades dialogais com a pós-modernidade. Horizonte – Revista de Estudos de Teologia e Ciências da Religião, v. 3, n. 5, p. 189-190, 2004.

SILVA, M. L. N.; NASCIMENTO, M. A. L. O sistema de valoração da geodiversidade com enfoque nos serviços ecossistêmicos sensu Murray Gray. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi, v. 12, p. 79-90, 2019. https://doi.org/10.46357/bcnaturais.v14i1.142

SILVA, V. Santidade, Religiões e Literatura Sagrada. Caminhos, v. 9, n. 1, p. 195-201, 2011. https://doi.org/10.18224/cam.v9i1.1527

TRAVASSOS, L. E. P. et al. A Gruta de São Cosme e Damião e a Umbanda, Cordisburgo, Minas Gerais. Pesquisa em Turismo e Paisagens Cársticas, v. 1, n. 2, p. 165-172, 2008.

TRAVASSOS, L. E. P. A importância cultural do carste e das cavernas. 2010. 372 f. Tese (Doutorado em Geografia) – Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2010.

TRAVASSOS, L. E. P. Cultural Importance of Karst and Caves. 2011. 316 f. Tese (Doutorado em Carstologia) – Universty of Nova Gorica, Eslovenia, 2011.

VAILATTI, C. A. Um Olhar Sobre o Simbolismo Mágico-Religioso no Livro de Êxodo. 2016. 289 f. Tese (Doutorado em Estudos Judaicos e Árabes) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.

VELHO, G. Patrimônio, Negociação e Conflito. Mana, v. 12, n. 1, p. 237-248, 2006. https://doi.org/10.1590/S0104-93132006000100009

VINE, W.; UNGER, M.; WHITE, W. Dicionário Vine: o significado exegético e expositivo das palavras do antigo e novo testamento. Rio de Janeiro: Ed. Cpad, 2002.

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Arlon Cândido Ferreira, Luiz Renato Vallejo, Leonardo Cristian Rocha, Úrsula Ruchkys Azevedo, Luiz Eduardo Panisset Travassos, Rodrigo Corrêa Teixeira

Downloads

Download data is not yet available.

Metrics

Metrics Loading ...