Analysis of Morphometric Parameters of the Drainage Network and Road Network of the Ribeirão Paraíso Hydrographic Basin, Jataí-Go
PDF-pt (Português (Brasil))
PDF-en

Keywords

Unpaved roads
Hydrological connectivity
River channels
Crossing roads and rivers

How to Cite

SOUZA, C. C.; CUNHA, M. C. Analysis of Morphometric Parameters of the Drainage Network and Road Network of the Ribeirão Paraíso Hydrographic Basin, Jataí-Go. Sociedade & Natureza, [S. l.], v. 34, n. 1, 2022. DOI: 10.14393/SN-v34-2022-65404. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/sociedadenatureza/article/view/65404. Acesso em: 15 jul. 2024.

Abstract

Studies related to morphometric analysis are extremely important for hydrogemorphological knowledge in watersheds. However, most rural roads are not considered in these analyses. Therefore, the objective of this article was to verify if the relations between the drainage network, the relief parameters, and the road network indicate changes in the drainage dynamics of a watershed occupied by agricultural use. The sugarcane crop is an influencing factor in the increase in rural roads in the watershed and arrived in the region from 2009 onwards. Therefore, the time frame of 2005, 2010, 2015, and 2020 was chosen for the investigation. Bibliographic research and quantitative measurements were used as a methodology to extract information from the drainage network and road network through morphometric parameters. For this, ArcGIS® 10.6.1 and Excel 2019 software were used. As a result, it was identified that the watershed has a fourth-order river hierarchy; its area is 903.6 km², the drainage density is 0.45 km/km², and when rural roads were included in the analysis in 2005, 2010, 2015, and 2020, corresponding to 2.1, 2.2, 2.4, and 3.1 km/km², respectively. Thus, the average density of roads in the period was 84% higher when considering only natural drainage, increasing mainly after the insertion of sugarcane in the scenario. Therefore, it is concluded that the analysis of morphometric parameters is essential to generate new knowledge about the studied watershed. Rural roads should be included in the analysis since they influence the hydrogeomorphological aspects of the watersheds. In this case, the increase in drainage density is directly related to the increase in roads and sugarcane. With the inclusion of these in the morphometric analysis, the watershed increases its drainage capacity, significantly altering the hydrological response in hydrographic watersheds.

https://doi.org/10.14393/SN-v34-2022-65404
PDF-pt (Português (Brasil))
PDF-en

References

ALCÂNTARA, E. H.; AMORIM, A. de J. Análise morfométrica de uma bacia hidrográfica costeira: um estudo de caso. Caminhos de Geografia, v. 7, n. 14 p. 70-77, feb/2005.

ALVES, W. et al. Análise de aspectos físicos da bacia do córrego bonsucesso, localizada em Jataí (GO), Brasil, apoiado em geotecnologias. Rev. Geogr. Acadêmica, v. 11, n. 1, 2017.

ALVES, W. S. et al. Análise morfométrica da bacia do Ribeirão das Abóboras – Rio Verde (GO). Geociências, v. 35, n. 4, p. 652-667, 2016.

ASSMANN, S. M. Na beira do rio tem uma plantação: estudando o novo código florestal na bacia do Ribeirão Paraíso, Jataí – GO. 2016. 102 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Goiás – Regional Jataí, 2016.

BAUCKE, A. S.; PINHEIRO, A.; KAUFMANN, V. Contribuição hidrossedimentológica das estradas rurais em bacias hidrográficas com pequenas e médias propriedades. Revista Brasileira de Ciências Ambientais (Online), n. 53, p. 13-32, 30 dez. 2019. https://doi.org/10.5327/Z2176-947820190503

BOLOTARI JÚNIOR, N. Análise morfométrica e hidrológica da bacia do ribeirão estiva, afluente do rio paraibuna, Juiz de Fora- MG. 2019. Trabalho Final de Curso (Curso de Engenharia sanitária e ambiental) - Universidade Federal de Juiz de Fora, MG, 2019.

CHAPPELL, N. A. Soil pipe distribution and hydrological functioning within the humid tropics: a synthesis. Hydrol. Process., v. 24, n.12, p. 1567-1581, 2010. https://doi.org/10.1002/hyp.7634

CHRISTOFOLETTI, A. Geomorfologia. 2 ed. São Paulo: Edgar Blücher, 1980.

CHRISTOFOLETTI. A. Análise morfométrica de bacias hidrográficas. Notícias Geomorfológicas, v. 18, n. 9, p. 35-64, 1969.

CUNHA, M. C. Avaliação da eficácia das caixas de contenção de sedimento em estradas rurais não pavimentadas na Bacia o Rio Das Pedras, Guarapuava-Pr. 2011. 132 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual do Centro Oeste, Guarapuava, 2011.

CUNHA, M. C. Caracterização das estradas rurais não pavimentadas como elementos recentes na paisagem da bacia hidrográfica do rio das pedras, Guarapuava-PR. Revista Geomae - Geografia, Meio Ambiente e Ensino, v. 01, n. 02, ISSN 2178-3306, 2010.

CUNHA, M. C.; OLIVEIRA, F. A.; THOMAZ, E. L. Interceptação de fluxo subsuperficial causado por estradas rurais na bacia do rio guabiroba, Guarapuava-PR. Revista Geonorte, v. 5 n. 14, p. 164 – 169, 2014.

CUNHA, M. C.; THOMAZ, E. L. Fluxo subsuperficial interceptado por estrada rural: características e distribuição na paisagem. Boletim Goiano de Geografia, [S. l.], v. 37, n. 3, p. 429–447, 2017. http://doi.org/10.5216/bgg.v37i3.50763

CUNHA, M. C.; THOMAZ, E. L.; OLIVEIRA, F. A. Processos hidrológicos subsuperficiais influenciados por cortes de estradas rurais na bacia hidrográfica do rio guabiroba, guarapuava, paraná, brasil. Revista caminhos de geografia. v. 22, n. 80, p.53-67, 2021. https://doi.org/10.14393/RCG228054556

CUNHA, M. C.; THOMAZ, E. L.; VESTENA, L. R. Avaliação da eficácia de medidas de controle de sedimentos (caixas de contenção) em estradas rurais não pavimentadas na bacia hidrográfica do Rio das Pedras, Guarapuava-PR. In: XVI ENCONTRO NACIONAL DE GEÓGRAFOS, Porto Alegre, RS. 2010.

DEGRANDE, E. J. S.; FIRMINO, G. V. Análise morfométrica e do uso da terra da bacia hidrográfica do córrego da onça, Presidente Prudente-SP. Revista Geonorte, v. 11, n. 38, p. 125-145, 2020. (ISSN 2237-1419) https://doi.org/10.21170/geonorte.2020.V.11.N.38.125.145

DORNELLAS, P. da C. et al. Análise morfométrica da bacia do alto rio paraíba, região semiárida do estado da Paraíba. Rev. Bras. Geomorfol. (Online), São Paulo, v. 21, n. 3, (jul.-set.) p. 601-614, 2020. https://doi.org/10.20502/rbg.v21i3.1757

DUBREUIL, V.; FANTE, K. P; SANT'ANNA NETO, J. L. Os tipos de climas anuais no Brasil: uma aplicação da classificação de Köppen de 1961 a 2015. Revista Franco-Brasileira de Geografia, n. 37, 2018. https://doi.org/10.4000/confins.15738

EMBRAPA - Brazilian Agricultural Research Corporation, 2013.

FERRARI, J. L. et al. Análise morfométrica da sub-bacia hidrográfica do córrego Horizonte, Alegre-ES. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v. 8, n. 2, p. 181-188, 2013. https://doi.org/10.5039/agraria.v8i2a1575

FORMAN, R. T., & ALEXANDER, L. E. Roads and their major ecological effects. Annual review of ecology and systematics, 29(1), 207-231. 1998. https://doi.org/10.1146/annurev.ecolsys.29.1.207

FRANÇA JÚNIOR, P.; CUNHA, M. C. Conectividade de estradas rurais e rios e sua dinâmica geomorfológica em bacias hidrográficas rurais. In: FRANÇA JÚNIOR, P. (org.). Geomorfologia do tecnógeno e antropoceno: perspectivas teóricas e estudos aplicados em ambientes urbanos. Ituiutaba: Barlavento, 2020. 426 p. Disponível em: https://asebabaolorigbin.files.wordpress.com/2021/04/geomorfologia-tecno-antropo.pdf Acesso em: 04 de maio de 2022

GOOGLE. Google Earth PRO, 2020.

GOIÁS. Secretaria de Indústria de Comércio. Superintendência de Geologia e Mineração. Geomorfologia do Estado de Goiás e Distrito Federal. Goiânia: Secretaria de Indústria de Comércio, 2006.

HARTSOG, W.; KAHKLEN, K.; MOLL, J.; SWANSTON, D. N. A Monitoring System for Measuring Effects of Roads on Groundwater: Equipment and Installation. United States Department of Agriculture Forest Service Technology e Development Program, 1997.

HORTON, R. E. Erosional development of streams and their drainage basins: a hydrophysical approach to quantitative morphology. Geol Soe. Am. Bull, v. 56, n. 3, p. 275-370, 1945. https://doi.org/10.1130/0016-7606(1945)56[275:EDOSAT]2.0.CO;2

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2020.

INMET - Instituto Nacional de Meteorologia, 2020

LANA, C. E.; ALVES, J. M. P.; CASTRO, P. T. A. Análise morfométrica da bacia do Rio do Tanque, MG – Brasil. Revista Escola de Minas, v. 54, n. 2, p. 121-126, 2001. https://doi.org/10.1590/S0370-44672001000200008

LIMA, A. G. Metodologia para inventário do potencial de produção sedimentar em cruzamentos de estradas com canais fluviais. In: BATTISTELLI, M.; FILHO, M. C.; HEERDT, B. (Org.). Proteção e Manejo da Bacia do Rio das Pedras: relato de experiências. Guarapuava: Editora B & D Ltda, v. 1. p. 100-108, 2004.

LOPES, I.; LEAL, B. G.; RAMOS, C. M. C. Caracterização morfométrica de bacia hidrográfica no semiárido de Pernambuco através de dados SRTM em softwares livre. Journal of Hyperspectral Remote Sensing, v. 8, n. 1 p. 31-40, 2018. https://doi.org/10.29150/jhrs.v8.1.p31-40

LUCE, C. H. WEMPLE, B. C. Introduction to Special Issue on Hydrologic and Geomorphic Effects of Forest Roads. Earth Surf. Proc. Land. 26 (2), 111 113, 2001. https://doi.org/10.1002/1096-9837(200102)26:2<111::AID-ESP165>3.0.CO;2-2.

MACHADO, G.; SOUZA, J. O. P. Análise Morfométrica da Bacia Hidrográfica do rio Chôco – Ibaiti – PR. Anais do X Encontro de Geógrafos da América Latina – 20 a 26 de março de 2005 – Universidade de São Paulo.

MELO, B. M; DIAS, D. P. Microclima e conforto térmico de remanescentes florestais urbanos no município de Jataí – GO. REVSBAU, Curitiba – PR, v. 14, n. 2, p. 01-15, 2019. https://doi.org/10.5380/revsbau.v14i2.66637

MARTINS, A. P.; & OLIVEIRA, R. M. Diagnóstico ambiental das microbacias hidrográficas da área urbana de Jataí –GO. v. 01, p. 1-159, 2012.

MOURA, D. M. B. Avaliação ambiental e fisiográfica da bacia hidrográfica do Ribeirão Santo Antônio, com vistas ao abastecimento hídrico da cidade de Iporá (GO). 2017. 107 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Goiás, Jataí, 2017.

OLIVEIRA, S. F. de et al. Análise ambiental da bacia hidrográfica do córrego da onça, no município de Jataí - GO. Geoambiente On-line, [S. l.], n. 10, p. 01–24, 2013. https://doi.org/10.5216/geoambie.v0i10.25957

PEREIRA, L. C. F. et al. Análise morfométrica da bacia hidrográfica do rio dos Patos, GO. Ipê Agronomic Journal, v. 3, n. 1, p. 4-13, 2019. https://doi.org/10.37951/2595-6906.2019v3i1.4319

PLETSCH, L. Condições de Serventia de Estradas Rurais não Pavimentadas: Avaliação funcional da Superfície de Rolamento de um Trecho da Malha Viária do Município de Ijuí-RS. 2020. Trabalho de Conclusão de Curso (Curso de Engenharia Civil) - Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul – UNIJUÍ, Ijuí, 2020.

QUEIROZ, P. H. B.; SALES, M. C. L.; CRISPIM, A. B. Aplicação de parâmetros morfométricos em um segmento do médio curso da bacia hidrográfica do rio Pacoti-CE: uma contribuição ao entendimento dos processos hidrogeomorfológicos. In: BARBOSA, L. N. et al (org.). Bacias Hidrográficas e análise de seus parâmetros quantitativos. Mossoró – RN: EDUERN, 2018. P. 200. Disponível em: http://www.ppggeografia.ufc.br/images/documentos/C7T4_compressed.pdf Acesso em: 12 de mar. de 2022

REID, L. M.; DUNNE, T. Sediment production from forest road surfaces. Water Resources Research, v. 20, n. 11, p. 1755, 1984. https://doi.org/10.1029/WR020i011p01753SCHUMM, S. A. Evolution of Drainage Systems and Slopes in Badlands at Perth Amboy, New Jersey. Geological Society of America Bulletin, 67, p. 597-646. 1956.

http://dx.doi.org/10.1130/0016-7606(1956)67[597:eodsas]2.0.co;2

SIEG - Sistema Estadual de Geoinformação, 2020

SILVA, G. C. et al. Caracterização morfométrica da bacia hidrográfica do Riacho Rangel-Piauí, Brasil. Enciclopédia Biosfera, Centro Científico Conhecer, Goiânia, v. 15 n. 28; p. 244, 2018. https://doi.org/10.18677/EnciBio_2018B22

SILVA, Í. B.; MENDES, L. M. S. Análise do Potencial Erosivo por Compartimentos Morfopedológicos como Subsídio ao Planejamento do Uso e Ocupação da Terra do Alto Banabuiú-Ceará. Revista Brasileira de Geomorfologia, v. 23, n. 1, p. 1226, 2022.

SILVA, M. et al. Importância, patologias e recomendações técnicas para as estradas não pavimentadas da região do município de Alegrete. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 2, 4 dez. 2020. https://doi.org/10.20502/rbg.v23i1.1945

SIQUEIRA, H. E. et al. Análise Morfométrica e definição do potencial de uso do solo da microbacia do rio veríssimo, Veríssimo – MG. Enciclopédia Biosfera, Goiânia-GO, v. 8, n. 15, p. 2236-2246. 2012.

SOUZA, A. R. et al. Zoneamentos da vulnerabilidade ambiental e expectativa de perda de solo: é possível usar a USLE na determinação de vulnerabilidade ambiental? São Paulo, UNESP, Geociências, v. 38, n. 4, p. 1105 - 1119, 2019. https://doi.org/10.5016/geociencias.v38i4.14083

SOUZA, C. C.; CUNHA, M. C. Caracterização do estado de conservação das estradas rurais na bacia do Ribeirão Paraíso, Jataí-GO. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 14, n. 03, p. 1767-1786, 2021. https://doi.org/10.26848/rbgf.v14.3.p1767-1786

Este é um artigo de acesso aberto distribuído nos termos da Licença de Atribuição Creative Commons, que permite o uso irrestrito, distribuição e reprodução em qualquer meio, desde que o trabalho original seja devidamente citado.

SOUZA, C. C.; Mapeamento da dinâmica temporal (2005/2010/2015/2020) das estradas rurais na bacia hidrográfica do ribeirão paraíso influenciado pelo aumento da produção de cana-de-açúcar. 2022. Dissertação de mestrado (Curso de Geografia) – Universidade Federal de Jataí – UFJ, 2022.

STRAHLER, A. N. Quantitative analysis of watershed geomorphology. New Halen: Transactions: American Geophysical Union, v. 38. p. 913-920. 1957. https://doi.org/10.1029/TR038i006p00913

TEIXEIRA, L. F. da C. et al. M. Gestão ambiental de bacias hidrográficas: aplicação de geoprocessamento como contribuição para a análise morfométrica de uma sub-bacia do Rio Jaguaribe, Ceará. In: X CONGRESSO BRASILEIRO DE GESTÃO AMBIENTAL FORTALEZA/CE – 04 a 07/11/2019

TEODORO, V. L. I. et al. O Conceito de Bacia Hidrográfica e a Importância da Caracterização Morfométrica para o Entendimento da Dinâmica Ambiental Local. Revista Brasileira Multidisciplinar, [S. l.], v. 11, n. 1, p. 137-156, 2007. https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2007.v11i1.236

THOMAZ, E. L. Processos Hidrogeomorfológicos e o Uso da Terra em Ambiente Subtropical – Guarapuava-PR. São Paulo: USP. Tese (Doutorado), 2005.

THOMAZ, E. L.; PERETTO, G. T. Hydrogeomorphic connectivity on roads crossing in rural headwaters and its effect on stream dynamics. Science of the Total Environment., v. 550, n. 1, p. 547-555, 2016. https://doi.org/10.1016/j.scitotenv.2016.01.100

TIECHER, T. et al. Contribuição das fontes de sedimentos em uma bacia hidrográfica agrícola sob plantio direto. Revista Brasileira de Ciências do Solo, Santa Maria, v. 38, n. 2, p. 639-649, 2014. http://dx.doi.org/10.1590/S010006832014000200028

TRAJANO, S. R. R. da S. et al. Análise morfométrica de bacia hidrográfica: subsídio à gestão territorial, estudo de caso no alto e médio Mamanguape. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento / Embrapa Gestão Territorial, Campinas, SP, p. 33, 2012.

VILLELA, S. M.; MATTOS, A. Hidrologia aplicada. São Paulo: McGraw-Hill do Brasil, 1975. 245 p.

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Carine Cabral Souza, Márcia Cristina Cunha

Downloads

Download data is not yet available.

Metrics

Metrics Loading ...