Análise das obras do PAC (Eixo Minha Casa, Minha Vida) em Valparaíso de Goiás (GO): a produção de uma realidade integradora/segregadora
PDF

Palavras-chave

Espaço urbano
PAC
Minha Casa, Minha Vida
Segregação

Como Citar

MELLO, M. de; SOUZA, B. A. de. Análise das obras do PAC (Eixo Minha Casa, Minha Vida) em Valparaíso de Goiás (GO): a produção de uma realidade integradora/segregadora. Sociedade & Natureza, [S. l.], v. 30, n. 1, p. 1–28, 2018. DOI: 10.14393/SN-v30n1-2018-1. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/sociedadenatureza/article/view/35011. Acesso em: 29 maio. 2022.

Resumo

Valparaíso de Goiás surgiu de um desmembramento do município de Luziânia, em 1995. No Censo de 2010 do IBGE, Valparaíso de Goiás contava com 132.982 habitantes. Em 2015, a estimativa oficial indicou um expressivo crescimento populacional, quando o município atingiu a marca de 153.255 habitantes. O presente artigo analisa o processo de fragmentação regional promovido no curso da integração do território nacional centrada em Brasília. Como elemento central, destacamos o processo de segregação residencial, manifestado neste município goiano, a partir da impossibilidade dos migrantes fixarem residência em Brasília. Nesta perspectiva, investigamos o Programa Minha Casa, Minha Vida, com o objetivo de verificar suas repercussões no processo segregador que, desde a construção de Brasília, afeta drasticamente a vida dos que tiveram a vida polarizada pela nova capital da república.

https://doi.org/10.14393/SN-v30n1-2018-1
PDF

Direitos Autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem em revista de acesso público, os artigos são licenciados sob Creative Commons Attribution (BY), que permite o uso irrestrito, distribuição e reprodução em qualquer meio, desde que o trabalho original seja devidamente citado.

 
 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...