Diversidade étnico-racial na escola e a formação continuada de professoras do fundamental I para garantir a lei 11.645/2008 em Feira de Santana-BA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REP-2021-54358

Palavras-chave:

Diversidade étnico-racial, Formação continuada, Feira de Santana

Resumo

O presente estudo é o desdobramento de uma pesquisa anteriormente desenvolvida que se localiza no campo das discussões científicas sobre a diversidade étnico-racial nas escolas. Teve como objetivo investigar se professoras de uma Escola Municipal de Feira de Santana, Bahia, recebem formação continuada para a realização de abordagens sobre a temática da diversidade étnico-racial na escola. A discussão foi fundamentada em Eliane Cavalleiro (1988), Nilma Gomes (2003), Sueli Carneiro (2003), Kabengele Munanga (2005), Ana Célia Silva (2005, 2011), entre outros. A metodologia utilizada foi ancorada na pesquisa de campo com abordagem qualitativa e questionário semiaberto aplicado a um grupo de doze professoras do Ensino fundamental I, além da leitura do Plano Municipal de Educação. Após realizar as análises, aponta-se para a necessidade de um maior investimento por parte da Secretaria de Educação Municipal em formação continuada para o trabalho com a temática da diversidade étnico-racial.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriane Carneiro de Almeida, Universidade Estadual de Feira de Santana

Mestranda em Educação na Universidade Estadual de Feira de Santana, Bahia, Brasil; professora da Secretaria de Educação Municipal de Alagoinhas, Bahia, Brasil.

Dailza Araújo Lopes, Universidade Federal da Bahia

Doutoranda em Estudos Interdisciplinares Sobre Mulheres, Gênero e Feminismo na Universidade Federal da Bahia, Brasil; membro do Grupo de Pesquisa Coletivo Angela Davis.

Eduardo Oliveira Miranda, Universidade Estadual de Feira de Santana

Doutor em Educação pela Universidade Federal da Bahia, Brasil; professor assistente do Departamento de Educação da Universidade Estadual de Feira de Santana, Bahia, Brasil; vice coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisa Afro-brasileira e Indígena (NEABI/UEFS); coordenador do Grupo de Pesquisa Corpo-território, Educação e Decolonialidade (CNPq/UEFS).

Referências

BORGES, R. O movimento negro educador. Educ. rev. [online], Belo Horizonte, v. 34, p. 1-8, nov. 2018. Doi: 10.1590/0102-4698192237. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982018000100653. Acesso em: 10 fev. 2020.

BRASIL. Lei nº 11.645, de 10 de março de 2008. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, modificada pela Lei no 10.639, de 9 de janeiro de 2003, que estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional, para incluir no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena”. Portal da Legislação, Brasília, DF, mar. 2008.

BRASIL. Lei nº 12.288, de 20 de julho de 2010. Institui o Estatuto da Igualdade Racial; altera as Leis nos 7.716, de 5 de janeiro de 1989, 9.029, de 13 de abril de 1995, 7.347, de 24 de julho de 1985 e 10.778, de 24 de novembro de 2003. Portal da Legislação, Brasília, DF, jul. 2010.

BRASIL. Ministério da Educação. O índio brasileiro: o que você precisa saber sobre os povos indígenas no Brasil de hoje. Brasília-DF: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade; LACED/Museu Nacional, 2006. (Coleção Educação Para Todos).

CANDAU, V. M. F. Diferenças culturais, cotidiano escolar e práticas pedagógicas. Currículo sem Fronteiras, v. 11, n.2, p. 240-255, jul./dez. 2011. Disponível em: https://saopauloopencentre.com.br/wp-content/uploads/2019/05/candau.pdf. Acesso em: 15 jan. 2020.

CANDAU, V. M. F. Diferenças culturais, interculturalidade e educação em direitos humanos. Educ. Soc. [online], Campinas, v. 33, p. 235-250, jan./mar. 2012. Doi: 10.1590/S0101-73302012000100015. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-73302012000100015&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 15 fev. 2020.

CARNEIRO, S. Mulheres em movimento. Estudos Avançados, São Paulo, v.17, n. 49, p. 117-133, dez. 2003. Doi: /10.1590/S0103-40142003000300008. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142003000300008. Acesso em: 15 fev. 2020.

CASTRO, M. G.; RIBEIRO, I. R. Juventude, raça/etnia: diferenciais e desempenho escolar. In: PINHO, O. A.; SANSONE, L. (org.). Raça: novas perspectivas antropológicas. Salvador: EDUFBA, 2008. p. 393-419.

CAVALLEIRO, E. S. Do silêncio do lar ao silêncio escolar: racismo, preconceito e discriminação na educação infantil. 1988. 240 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 1988.

CEPESC. Gênero e diversidade na escola: formação de professoras/es em gênero, orientação sexual e relações étnico-raciais. Rio de Janeiro: CEPESC, 2009. Disponível em: https://www.unifaccamp.edu.br/graduacao/letras_portugues_ingles/arquivo/pdf/gde.pdf. Acesso em: 15 fev. 2020.

CERQUEIRA, E. T. V. “Escritos de educação” por Pierre Bourdieu. Acolhendo a alfabetização nos países de Língua Portuguesa, São Paulo, v. 2, n. 4, p. 265-270, ago. 2008. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/reaa/article/view/11501. Acesso em: 20 jan. 2020.

FEIRA DE SANTANA. Plano Municipal de Educação de Feira de Santana. 2016.

FEIRA DE SANTANA. Secretaria de Educação de Feira de Santana. Professores terão atividade complementar na programação de reserva de carga horária, Feira de Santana/BA, 18 mar. 2018.

GOMES, N. L. Educação, identidade negra e formação de professores/as: um olhar sobre o corpo negro e o cabelo crespo. Educ. Pesqui. [online], São Paulo, v. 29, p. 167-182, jan./jun. 2003. Doi: 10.1590/S1517-97022003000100012. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1517-97022003000100012&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 12 jan. 2020.

HOOKS, B. Abraçar a mudança. In: Ensinando a transgredir: a educação como prática da liberdade. 2. ed. São Paulo: WMF Martins, 2017. p. 51-63.

KRAEMER, C.; FRONZA, M. F. Aceitação do outro: igualdade na diversidade étnica na escola. Revista Profanações (online), v. 3. n. 2, p.1-3, jul./dez. 2016. Doi: 10.24302/prof.v3i2.1246. Disponível em: http://www.periodicos.unc.br/index.php/prof/article/view/1246. Acesso em: 15 mar. 2020.

LUVIZOTTO, C. K. Cultura gaúcha e separatismo no Rio Grande do Sul. São Paulo: Editora da UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2009.

MINAYO, M. C. S. Ciência, técnica e arte: o desafio da ciência social. In: MINAYO, M. C. S. (org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Rio de Janeiro: Vozes, 2002. p. 9-27.

MOURA, E. J. S. Des/obediência docente na de/colonialidade da arte/educação na América Latina. GEARTE, Porto Alegre, v. 6, n. 2, p. 313-325. maio/ago. 2019. Doi: 10.22456/2357-9854.92905. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/gearte/article/view/92905. Acesso em: 15 mar. 2020.

MUNANGA, K. Apresentação. In: MUNANGA, K. (org.). Superando o racismo na escola. Brasília: Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005. p.15-20.

NÓVOA, A. Firmar a posição como professor, afirmar a profissão docente. Cad. Pesqui. [online], São Paulo, v. 47, n. 166, p. 1106-1133, out./dez. 2007. Doi: 10.1590/198053144843. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-15742017000401106&script=sci_abstract&tlng=pt . Acesso em: 5 abr. 2020.

OLIVEIRA, L. F.; CANDAU, V. M. F. Pedagogia decolonial e educação antirracista e intercultural no Brasil. Educ. rev. [online], Belo Horizonte, v.26, n. 1, p. 15-40, abr. 2010. Doi: 10.1590/S0102-46982010000100002. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-46982010000100002&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 5 maio 2020.

PACHECO, L. A pedagogia griô: educação, tradição oral e política da diversidade. Diversitas, São Paulo, Ano 2, n. 3, p. 22-99, mar. 2015.

POLASTRINI, L. F. Transculturação e identidades na obra de Daniel Munduruku. 2011. 134 f. Dissertação (Mestrado em Estudos de Linguagem) – Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2011.

QUIJANO, A. Colonialidade do poder e classificação social. In: SANTOS, B. S.; MENESES, M. P. (org.). Epistemologias do Sul. Coimbra: Almedina, 2009. p. 74-117.

SANT’ANA, A. O. História e conceitos básicos sobre o racismo e seus derivados. In: MUNANGA, K. (org.). Superando o racismo na escola. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005. p. 39-67.

SANTOS, R. F.; MARQUES, A. J. Diversidade étnico-racial: conceitos e reflexões na escola. In: ENCONTRO REGIONAL DE HISTÓRIA DA ANPUH, 15., 2012, Rio de Janeiro. Anais [...], Rio de Janeiro, 2012. Disponível em: http://eeh2012.anpuh-rs.org.br/resources/anais/15/1337560631_ARQUIVO_TEXTOANPUH-2012.pdf. Acesso em: 15 maio 2020.

SILVA, A. C. A desconstrução da discriminação no livro didático. In: MUNANGA, K. (Org.).Superando o racismo na escola. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005. p. 21-37.

SILVA, A. C. A representação social do negro no livro didático: o que mudou? Por que mudou? Salvador: EDUFBA, 2011.

SILVA, G. M. S.; LEÃO, L. T. S. O paradoxo da mistura: identidades, desigualdades e percepção de discriminação entre brasileiros pardos. Rev. bras. Ci. Soc. [online], São Paulo, v. 27, p. 117-255, out. 2012. Doi: 10.1590/S0102-69092012000300007. Disponível em: Acesso em 10 fev. 2020.

WENGZYNSKI, D. C.; TOZETTO, S. S. A formação continuada face as suas contribuições para a docência. In: ANPED SUL – SEMINÁRIO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DA REGIÃO SUL, 9., 2012, Caxias do Sul. Anais [...]. Caxias do Sul, 2012. p.1-15. Disponível em: http://www.ucs.br/etc/conferencias/index.php/anpedsul/9anpedsul/paper/view/2107. Acesso em: 10 maio 2020.

Downloads

Publicado

30-05-2021

Como Citar

ALMEIDA, A. C. de; LOPES, D. A. .; MIRANDA, E. O. Diversidade étnico-racial na escola e a formação continuada de professoras do fundamental I para garantir a lei 11.645/2008 em Feira de Santana-BA. Revista de Educação Popular, Uberlândia, v. 20, n. 1, p. 14–35, 2021. DOI: 10.14393/REP-2021-54358. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/reveducpop/article/view/54358. Acesso em: 13 jul. 2024.