Educação do e no campo: problematizações acerca do currículo escolar e das políticas educacionais

Autores

  • Reginaldo Peixoto Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Márcio de Oliveira Universidade Estadual do Paraná
  • Eliane Rose Maio Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.14393/rep-v15n22016-art06

Palavras-chave:

Educação do e no Campo. Currículo. Diversidade Cultural. Formação de Professores/as.

Resumo

O objetivo deste artigo é discutir o currículo para as escolas do e no campo, ou seja, para as escolas que hoje, no Brasil, são pensadas para crianças, jovens e adultos/as que estão ligados/as à educação da terra. A noção de currículo é problematizada e defende-se que ele seja diferenciado em seus aspectos sociais e culturais para escolas do e no campo. Nesse sentido, por meio de uma pesquisa de caráter bibliográfico e investigativo, são apresentados/as pesquisadores/as que defendem uma pedagogia da diversidade pautada em um currículo que leva em consideração as comunidades que hoje moram, produzem e criam os espaços políticos no campo. Este artigo proporciona uma reflexão sobre a necessidade de levar em consideração a diversidade e a realidade do campo no momento de elaborar os currículos e efetivar a prática docente nestas escolas específicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Reginaldo Peixoto, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Formado em Letras, Arte Educação e Pedagogia, Especialista em Educação Pública, Mestre em Educação e Doutorando em Educação, Arte e História da Cultura pela Mackenzie.

Eliane Rose Maio, Universidade Estadual de Maringá

Pós-doutora em Educação Escolar pela Universidade Estadual Paulista

Referências

ALMEIDA, M. P. de; PEIXOTO, R. Estrutura e funcionamento da educação básica. Maringá: CESUMAR, 2011.

ANTONIO, C. A.; LUCINI, M. Aprender e ensinar na educação do campo: processos históricos e pedagógicos em relação. Caderno Cedes, Campinas, v. 27, n. 72, p. 177-195, maio/ago. 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ccedes/v27n72/a05v2772.pdf >. Acesso em: 5 ago. 2013.

ANTUNES, H. S. et al. Currículo: busca da identidade do campo. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCA

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988.

____. Conselho nacional de educação. Câmara de educação básica. Diretrizes Operacionais para a Educação Básica nas Escolas do Campo. Brasília, DF, 2002. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&id=12992:diretrizes-para-a-educacao-basica>. Acesso em: 5 ago. 2015.

____. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF, 1996. Disponível em: < http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/ldb.pdf>. Acesso em: 4 set. 2015.

____. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: pluralidade cultura. Brasília: MEC/SEF, 1997. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/pluralidade.pdf>. Acesso em: 4 set. 2015.

_____. Plano Nacional de Educação. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014, que aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. Brasília, DF: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2014. 86 p. (Série Legislação).

_____. Referenciais para uma política nacional de educação do campo. Brasília, DF: MEC, 2004. Disponível em: <http://livros01.livrosgratis.com.br/me002045.pdf>. Acesso em: 5 ago. 2015.

FELIPE, D. A.; FRAN

MOURA, K. L. de et al. Movimentos sociais do campo: a luta por uma educação do campo. In: BOGATSCHOV, D. N. et al. (Org.). Políticas públicas e educação do campo no Brasil: um conceito em construção. Maringá: Massoni, 2013. p. 19-30.

OLIVEIRA, M.; SANTOS, P. L. O sexo vai à escola: um estudo sobre as políticas educacionais do estado do Paraná relacionado à sexualidade e diversidade sexual. In: SIMP

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Superintendência da Educação. Diretrizes Curriculares da Educação do Campo. Curitiba: Secretaria de Estado da Educação/ Superintendência da Educação, 2006. Disponível em: <http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/diretrizes/diretriz_edcampo.pdf>. Acesso em: 16 maio 2016.

PEIXOTO, R. et al. Educação do e no campo: desafios de um projeto em construção. In: BOGATSCHOV, D. N. et al. (Org.). Políticas públicas e educação do campo no Brasil: um conceito em construção. Maringá: Massoni, 2013. p. 31-48.

RIBEIRO, D. O povo brasileiro: a formação e o sentido do Brasil. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

RODRIGUES, C. M. L. Movimentos sociais (no Brasil): conceitos e práticas. Sinais, Vitória, v. 1, n. 9, p. 144-166, jun. 2011. Disponível em: <http://www.periodicos.ufes.br/sinais/article/viewFile/2783/2251>. Acesso em: 28 abr. 2015.

SACRIST

TEN

VASCONCELLOS, C. dos S. O desafio da qualidade da educação. Libertad: Centro de Pesquisas, Formação e Assessoria Pedagógica, Disponível em: <http://www.celsovasconcellos.com.br/download/csv-desafio_da_qualidade.pdf>. Acesso em: 7 ago. 2013.

Downloads

Publicado

03-01-2017

Como Citar

PEIXOTO, R.; DE OLIVEIRA, M.; MAIO, E. R. Educação do e no campo: problematizações acerca do currículo escolar e das políticas educacionais. Revista de Educação Popular, Uberlândia, v. 15, n. 2, p. 77–90, 2017. DOI: 10.14393/rep-v15n22016-art06. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/reveducpop/article/view/33575. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais