Entre o ensino médio e o superior: as escolhas profissionais dos jovens de um cursinho pré-vestibular popular de Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Autores

  • Eduardo Cristiano Hass da Silva Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
  • Bárbara Virgínia Groff da Silva Rede Estadual de Ensino do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.14393/rep-v15n22016-art03

Palavras-chave:

Pré-vestibular popular, Juventudes, Escolhas profissionais

Resumo

O artigo apresenta uma pesquisa realizada em 2015 com jovens estudantes de um cursinho pré-vestibular popular (CEUE Pré-Vestibular) localizado em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Os jovens foram convidados a registrar depoimentos pessoais, sem um roteiro prévio, em um "Diário Identitário". Para a pesquisa, foram selecionados doze escritos em que os sujeitos apresentaram suas trajetórias de vida, sonhos e desejos, bem como os questionamentos relacionados ao futuro e à escolha profissional. Os escritos foram analisados a partir do referencial teórico das juventudes, tendo como questão de pesquisa compreender quem são esses sujeitos que frequentam um cursinho pré-vestibular popular e o que desejam para seus futuros. Os resultados da pesquisa mostram a importância da contribuição de tais cursinhos na trajetória profissional desses jovens, bem como na entrada de sujeitos provenientes de classes sociais menos favorecidas na universidade pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Cristiano Hass da Silva, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Graduado em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, mestrando em História pela mesma instituição.

História da Educação

 

Bárbara Virgínia Groff da Silva, Rede Estadual de Ensino do Rio Grande do Sul

Mestra em Educação pela PUCRS. Professora da rede estadual do Rio Grande do Sul.

Referências

BACCHETTO, J. G. Cursinhos pré-vestibulares alternativos no município de São Paulo (1991-2000): a luta pela igualdade no ensino Superior. 2003. 170f. Dissertação (Mestrado em Educação)

BARBOSA FILHO, E. L. Pré-vestibulares comunitários: movimentos sociais de educação da década de 1990. 2010. 134f. Dissertação (Mestrado em Educação)

BASTOS, M. H. C.; ERMEL, T. de F. Ingresso ao ginásio: os manuais de preparação ao exame de admissão (1950-1970). In: COL

BISSERET, N. A ideologia das aptidões naturais. In: DURAND, J. Educação e hegemonia de classes. São Paulo: Mestre Jou, 1971. p. 15-40.

BOURDIEU, P. A escola conservadora: as desigualdades frente à escola e à cultura. In: NOGUEIRA, M. A.; CATANI, A. (Org.). Escritos de educação. Petrópolis: Vozes, 2007. p. 39-64.

BRASIL. Decreto nº 11.530, de 18 de março de 1915. Reorganiza o ensino secundário e o superior na República. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Rio de Janeiro, RJ, 20 mar. 1915. Seção 1, p. 3028 (Republicação). Disponível em: <http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1910-1919/decreto-11530-18-marco-1915-522019-republicacao-97760-pe.html>. Acesso em: 15 jan. 2016.

_____. Lei nº 5.540, de 28 de novembro de 1968. Fixa normas de organização e funcionamento do ensino superior e sua articulação com a escola média, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 3 dez. 1968. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L5540.htm#art21>. Acesso em: 15 jan. 2016.

_____. Decreto nº 68.908, de 13 de julho de 1971. Dispõe sobre concurso vestibular para admissão aos cursos superiores de graduação. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 14 jul. 1971. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/1970-1979/D68908.htm>. Acesso em: 15 jan. 2016.

BRENNER, A. K.; CARRANO, P. C. R. Os sentidos da presença dos jovens no ensino médio: representações da escola em três filmes de estudantes. Educação & Sociedade, Campinas, v. 35, n. 129, p. 1223-1240, out./dez. 2014. https://doi.org/10.1590/ES0101-73302014143847

CANDAU, V. M. F. Diferenças culturais, cotidiano escolar e práticas pedagógicas. Revista Currículo sem Fronteiras, Rio de Janeiro, v. 11, n. 2, p. 240-255, jul./dez. 2011.

DAYRELL, J. Uma diversidade de sujeitos. O aluno do ensino médio: o jovem desconhecido. Salto para o Futuro, Brasília, ano 19, boletim 18, p. 16-23, nov. 2009.

ENEM 2015: Redação. 2015. Disponível em: <http://www.enem2015.net.br/category/redacao>. Acesso em: 2 mar. 2016.

LACERDA, M. P. C. de; GODINHO, J. M. Desafios à universidade: a questão das pluralidades juvenis. In: ENCONTRO DA ASSOCIA

LE

MARGULIS, M.; URRESTI, M. La juventud es más que una palabra. In: _____. (Ed.). La juventud es más que una palavra: Ensayos sobre cultura y juventud. Buenos Aires: Biblos, 2008. p. 13-30.

PAIS, J. M. Labirintos da vida e trajetórias ioiô. In: _____. Ganchos tachos e biscates. Lisboa: Ambar, 2005. p. 55-69.

PEREIRA, T. I. Pré-vestibulares populares em Porto Alegre: na fronteira entre o público e o privado. 2007. 167f. Dissertação (Mestrado em Educação)

PEREIRA, T. I.; RAIZER, L.; MEIRELLES, M. A luta pela democratização do acesso ao ensino superior: o caso dos cursinhos populares. Revista Espaço Pedagógico, Passo Fundo, v. 17, n. 1, p. 86-96, jan./jun. 2010. Disponível em: <http://www.upf.br/seer/index.php/rep/article/viewFile/2029/1262>. Acesso em: 14 jan. 2016.

WHITAKER, D. C. A. Da

Downloads

Publicado

03-01-2017

Como Citar

HASS DA SILVA, E. C.; GROFF DA SILVA, B. V. Entre o ensino médio e o superior: as escolhas profissionais dos jovens de um cursinho pré-vestibular popular de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Revista de Educação Popular, Uberlândia, v. 15, n. 2, p. 35–48, 2017. DOI: 10.14393/rep-v15n22016-art03. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/reveducpop/article/view/33379. Acesso em: 12 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais